Anúncio

Depois de um bom tempo em hiato, a Sony Pictures finalmente lança o terceiro filme da franquia Hotel Transilvânia, que conquistou a todos com o conde Drácula e sua filha Mavis.

Mesmo não sendo o filme mais esperado do ano, para os tempos de férias escolares, facilmente as crianças vão querer assistir Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas que não explora nada de novo e acerta mais uma vez em divertir a todos.

Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas
Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas (Pôster Divulgação)

Time que se ganha, não se mexe! 

Em time que se ganha, não se mexe, e a Sony optou por manter a mesma linha que os outros filmes, um tema de férias que envolve família e amigos, com humor bem nível desenho animado espelhado em Hanna Barbera e Looney Toones, mas adaptando com conceitos mais modernos.

A falta de novidades não atrapalha a experiência, mas cai no mesmo humor apresentado antes; talvez o grande marco pode ser o novo relacionamento que o Conde Drácula começa com uma humana, que também é padrão de sequências animadas.

Um destaque visual desse filme é a personagem Ericka Van Helsing, com traços ao estilo desenhos de 1930, bochechas cheias, silhuetas sexys e cabelo curto com pontas enroladas que lembram bastante a famosa Betty Booby, além do jeito bobão e desastrado de uma vilã que traz mais simpatia e fofura do que pavor e frieza, o trecho cantado pela personagem faz bater aquele sentimento saudosista de desenhos animados cantados que fizeram sucesso em épocas passadas, sem falar do casal que ela forma com o Drácula – o qual está bem escancarado na trama, mas ainda acerta perfeitamente como humor e tensão.

Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas
Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas (Imagem Divulgação)

Trilha Sonora Impecável

A trilha sonora permanece incrível mais uma vez, a música sempre casando com a cena em tela só te faz ficar mais preso a essa trama simples e rasa, por ser uma animação divertida, não há motivos para ser complexa e profunda.

Anúncio

Felizmente se viu uma dublagem fiel aos outros filmes, só alguns personagens teve suas vozes alteradas, porém não causou estranhamento, mas em alguns pontos o filme construía a próxima parte da trama e ficava uma barriga que trazia sono ao que estava sendo assistido, um pecado para filmes rasos, qualquer momento de construção se torna mais chato do que aparenta.

O estilo desenho animado de Hotel Transilvânia traz uma questão peculiar, apesar de ser o principal ponto da animação esse humor simplista e abobalhado, pode ser também considerado um leve problema, esse estilo bobo e palhaço é muito divertido e arranca muitas risadas, mas em tempos modernos pode ser absorvido como um filme pastelão sem graça, apenas uma opinião baseado em eras modernas, mas é muito difícil que alguém tenha desgostado do filme, pois esse tipo de humor ainda agrada a todas as gerações.

Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas
Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas (Imagem Divulgação)in Sony Pictures Animation’s HOTEL TRANSYLVANIA 3: SUMMER VACATION.

Divertido e Agradável 

Hotel Transilvânia 3 não surpreende, não explora tramas mais elaboradas, mas ainda diverte e agrada a todos os públicos com o simples e o bobo já visto nos filmes anteriores.

Foi assim que a franquia começou, e a Sony optou por seguir o mesmo caminho com a certeza de sucesso, isso só prova a genialidade da trilogia no momento exato das férias escolares, é um belo programa para toda a família que quer se divertir, e para quem gosta de desenhos animados, dificilmente não irá gostar do retorno do grande Conde Drácula e toda sua turma de monstros assustadores e brincalhões.

Anúncio