Anúncio

Falcão e o Soldado Invernal finalmente chegou à Disney+ nesta sexta-feira (19). Depois de muita espera, a nova aposta da Marvel teve seu primeiro episódio liberado e agradou os fãs. 

 

A realidade pós End Game carrega grandes impactos, seja entre os Vingadores ou com a população em geral. Em um mundo onde metade de sua população foi aniquilada e reapareceu depois de 5 anos, as estruturas estão se adaptando ao novo normal.

Com a vida particular dos heróis principais sendo o cenário escolhido para a introdução, à relação de Sam Wilson (Anthony Mackie) com sua irmã e sobrinhos é apresentada por um olhar pessoal e conflituoso, deixando explícito as dificuldades financeiras de um Vingador e das pessoas que sumiram no “Blip” causado por Thanos, um aspecto nunca antes explorado pela MCU.

Em contra partida, a vida de Bucky Barnes (Sebastian Stan) se apresenta com a mistura do presente e de seu passado trabalhando para Hydra, linkando seu antigo alter ego causador de diversas mortes no passado à seus traumas e arrependimentos do presente, os quais carrega para a terapia e ao mesmo tempo tenta fazer justiça por conta própria. 

A série apresenta um piloto sólido e eletrizante contando com diversas cenas de ação bem ensaiadas e com novidades nas habilidades dos heróis, não deixando a desejar aos filmes do Capitão América – responsáveis por diversas lutas memoráveis, se  mostrando bem diferente do clima intimista que vimos em Wandavision.

Anúncio

A preocupação do roteiro em mostrar o trauma de seus heróis é algo explícito e um ponto positivo, humanizando os personagens e abrindo suas personalidades para que possamos entender de forma quase palpável  os sentimentos que cada um está passando. Sendo desenvolvido ao decorrer  dos episódios, levará à uma construção importante da realidade dos heróis.  

O segundo episódio de Falcão e o Soldado Invernal chega na próxima sexta (26),  na Disney+.

Anúncio