Cassandra Clare é a autora da série Instrumentos Mortais, o que começou com uma história simples por um universo mágico já arrecadou mais de 10 livros sobre a temática, um filme longa metragem e uma série na Netflix!

Confira também: Diário de Estela: quero minhas asas! | Review

Paralela a sua série principal há outra trilogia muito bacana e um pouco menos conhecida que é As Peças Infernais, uma narrativa em terceira pessoa sobre uma Inglaterra de séculos atrás, com um cenário steampunk e um clima mais sombrio e pesado do que as obras anteriores da autora.

Anjo Mecânico, primeiro livro da trilogia, conta a história da protagonista Tessa Gray, adolescente americana que acaba embarcando para Londres para encontrar seu irmão após a morte da tia. A história se passa no mesmo universo de Instrumentos Mortais, porém, mostra todo o ambiente que só foi nos apresentado por cima em outros livros. Encaramos uma sociedade já datada com velhos e novos personagens adicionados a história.

Se você nunca leu nenhum livro da série Instrumentos Mortais, não tem problema, apesar dos dois enredos se conversarem, Anjo Mecânico tem seu próprio ritmo e contexto, nada vai atrapalhar o desconhecimento dos livros anteriores. Aliás, para uma série longa, Anjo mecânico se revela construído de maneira diferente aos livros da mesma autora, o clima da trama é denso, pesado, e se passa até mesmo em outro país. É palpável todos os sentimentos que afligem Tessa, nós somos tripulantes do mesmo navio que a protagonista se encontra, vivendo seus medos, apreensões e alegrias.

O clima steampunk da obra é a cereja do bolo. Diferente de muitos títulos que encontramos hoje em dia, o livro de Cassandra Clare nos apresenta um inimigo pouco trabalhado: as máquinas. Apesar de termos vampiros, lobisomens e feiticeiros por todos os lados, os verdadeiros inimigos não são feitos de carne e osso, e isso só dificulta todo o processo.

Não cabendo a mim descrever mais nada que entregue a história, eu recomendo a leitura para todos os fãs da autora e amantes do sobrenatural, fantasia, romance e da temática sci-fi gótica, não há decepção com essa obra, cada capítulo deixa com vontade de ler o próximo, e quando se termina só queremos saber de ter o outro livro em mãos.

Aventure-se no livro e passeie pelo Clube Pandemônio ao lado de Tessa, Will e Jem, você não irá se arrepender