Anúncio

A Universal Studios está começando seu novo projeto o “Dark Universe” que trará contos de terror clássicos que foram feitos no século passado. Um reboot dessas histórias realmente chamam atenção, afinal todos gostam de histórias de terror, principalmente envolvendo os clássicos. Fiquem agora com o primeiro desta série, A Múmia.

Confira também: Mulher Maravilha | Review 

A Maldição

A Múmia conta a história de uma antiga princesa que ia herdar o trono até o nascimento do filho do rei, envolvida pela cobiça de poder, resolveu fazer um ritual para a vida eterna e trazer o Deus Set, deus da morte na mitologia egípcia, ao plano físico.

Uma bela história de maldição, onde podem fazer inúmeros filmes de múmia, sempre será a mesma linha, é muito difícil explorar algo como maldições egípcias, pois depois que isso surgiu nas tumbas do antigo Egito para valorizar as expedições, não há o que mexer nessa origem.

Sofia Boutella em A Múmia (Imagem Divulgação)

Previsível?

O roteiro é bom, porém previsível. O diretor Alan Kurtzman tem esse problema – apesar de os recentes filmes de “Star Trek”, “Watchmen” e “A Ilha” serem elogiados – são roteiros também previsíveis.

O protagonista Tom Cruise, que trabalhou com Kutzman em “Missão Impossível 2”, tem a fama de salvar filmes ruins. Entretanto, nesse filme foi aquele herói que salva o dia e a garota que ele ama; de praxe ainda temos a velha múmia amaldiçoada e gananciosa de sempre, mas nesse papel, Sofia Boutella fez muito bem. A atriz argelina mostra sua versatilidade, talento e faz uma bela vilã. Espera-se uma promissora carreira cinematográfica!

Dark Universe

A ideia da “Dark Universe” é boa, além de “A Múmia”, também terá “A Noiva do Frankenstein”, “O Fantasma da Ópera”, entre outros (veja mais detalhes AQUI). Porém, se continuar com roteiros previsíveis de herói salva donzela, teremos os clássicos virando verdadeiros fracassos de bilheteria e prejuízo financeiro.

Não há grandes expectativas para esse filme, e esperamos que isso mude daqui pra frente.