Anúncio

É a sua hora de sentir na pele o verdadeiro apocalipse! World War Z: Aftermath é um jogo cooperativo de tiro e sobrevivência baseado no sucesso de bilheteria da Paramount Pictures. Prepare seu controle, a pipoca e o suquinho que os trailers vão começar. Segure na cadeira que é hora de enfrentar a horda no Review do Suco, que graças a nossa parceira NUUVEM, tivemos o prazer de trazer este conteúdo para vocês!

World War Z: Aftermath é a versão final de um clássico shooter cooperativo que tem como objetivo concluir as fases da campanha e sobreviver a hordas. Claro que você não precisa se preocupar em jogar sempre com outra pessoa. O jogo permite você jogar a campanha com IAs (Inteligências artificiais) tanto off-line quanto online, esperando jogadores.

Além disso, há vários modos multijogadores para você se divertir e competir com outros jogadores ao redor do mundo. Claro que sendo uma releitura final, quem já teve experiência anterior vai notar poucas diferenças, mas devemos ressaltar o cross-plataform.

Agora aquela velha história de você ter um PC seu amigo um PlayStation e não poderem jogar juntos cai igual as pirâmides de zumbis. Mas se você é atirador de primeira viagem, se liga nas mecânicas e algumas dicas para sobreviver.

World War Z Aftermath imagem 1
Imagem Divulgação: Steam

Hordas de Todo Mundo

Falando um pouco do modo campanha, você será convidado a visitar diversos locais do mundo e completar pequenos capítulos da história, seja salvando alguém ou mesmo apenas escapando do local. Existem vários personagens, mas na campanha cada local tem a sua trupe.

Além disso, você pode predefinir uma das classes para ele quando for jogar uma partida. São elas: Atirador, Infernal, Retalhador, Médico, Reparador, Exterminador, Mestre dos Drones e a novíssima Vanguarda. Cada uma delas causam um impacto e beneficiam o jogo ou a equipe com habilidades ou itens de inicio de partida. É importante salientar que cada classe recebe pontos de experiência, mas não são vinculadas a um personagem e sim à classe. Da mesma forma as armas se comportam dessa forma, mas falaremos disso depois.

Anúncio

Cada personagem carrega uma arma primária, uma secundária e 1 item de suporte. Além disso, dependo da dificuldade você pode ter um kit médico ou itens de controle de horda. Assim você pode definir as armas que você gosta para começar, cada arma tem um nível de força que vai do Tipo 1 ao Tipo 3, mais fraca para mais forte.

Então cada fase tem meio que um padrão de exploração e defender ponto de hordas de zumbis, então com a progressão da fase, novas armas aparecem. Assim você poderá encontrar as armas pesadas que ocupam o terceiro slot, desde uma motosserra a lança-granadas, que infelizmente não tem refil de munição nas caixas.

World War Z Aftermath imagem 5
Imagem Divulgação: Steam

Um abate, um pouco de Xp

World War Z: Aftermath tem uma sistemática de progressão, igual um RPG. Então você, as classes e as armas primarias e secundárias têm nível. Cada final de campanha, modo multijogador, você é recompensado com moedas do jogo e pontos de experiência. Nas classes, os níveis permitem habilitar bonificações e talentos que podem mudar o jogo.

As armas se comportam de uma forma diferente, você ganha experiência matando durante o jogo, mas quando ela atinge o nível máximo você deve ir na loja e comprar a próxima linha para continuar ganhando experiência. São armas mais fortes, e com acessórios então vale muito a pena você aos poucos desbravar todas as armas.

Dessa maneira devo falar de um dos modos de jogo que podem ajudar você a ganhar experiência: O Modo Horda. Sobreviva o máximo de tempo possível enquanto você monta defesas no aeroporto, a cada rodada você ganha pontos para comprar sistemas defensivos, itens e até mesmo ajuda externa. Então você pode aproveitar para subir uma classe muito fácil e tentar usar o máximo de armas possíveis.

Outro modo é o desafio diário do Challenge Mode. Um dos cenários vai receber algumas modificações, pode não ter munição para estocagem, ou os inimigos são mais fortes e por aí vai. Então a melhor forma de evoluir é jogando, claro, ao seu tempo sobrevivente.

World War Z Aftermath thumb
Imagem Divulgação: Steam

Corra por suas vidas

Bem mecanicamente o jogo é bem suave, os personagens tem golpes corpo-a-corpo porém respeitam um limite, como cansaço. Você tem uma opção rápida de tela para destro ou canhoto na empunhadura da arma. Algo que pode ser um pouco lento é a forma de pegar recursos: segurar um botão. Pessoalmente eu não gosto muito disso, principalmente jogando no teclado.

Os cenários são bem legais principalmente na hora de defender os pontos, as mecânicas das hordas de zumbis são legais a ponto de criar rotas diferenciadas para o ataque. Pilhas que crescem e dão passagem aos infectados e seus especiais, que causam trabalho se chegarem perto.

O detalhe de World War Z: Aftermath é trazer um novo e polido motor gráfico alcançando 4k e 60 FPS. Curta desde New York, Rússia e Vaticano com belos efeitos. Notoriamente não senti nenhum problema gráfico e nem bugs. Mas uma critica tem que ser feita.

Infelizmente World War Z: Aftermath não tem um servidor localizado para América do Sul, o que faz você entrar em partidas com 180-200 de ping. No modo Campanha isso até que não tira a diversão, mas qualquer modo multijogador se torna um desafio a mais e pode acabar frustrando a experiência, não consegui me divertir no King of The Hill e nem outro modo devido ao ping.

World War Z Aftermath imagem 6
Imagem Divulgação

De forma geral World War Z: Aftermath é um ótimo jogo para você se divertir com os amigos, ou passar aquele tempo dando tiro em zumbi. Enfrente os desafios de cada horda e lembre-se que o jogo tem 5 dificuldades, apimentando a e emoção. Disponível para PlayStation 4, Xbox One, Microsoft Windows.

Anúncio