Anúncio

O mundo parou, mas a Temporada de  Primavera 2020 continua com os lançamentos, e agora em abril lançou um dos dos ditos animes mais esperados do ano, do gênero esporte com grande destaque ao yuri: Tamayomi!

O anime traz a história de duas garotas onde o amor caminham junto com o beisebol, e agora se reencontram no ensino médio para, quem sabe, montar um time com novas amigas e disputar o Koshien.

O pontapé inicial é dado por Yomi Takeda, chegando no novo colégio e reencontrando a amiga de infância, em uma cena já apresenta o gênero yuri em tela, sem gracinhas ou qualquer tipo de enrolação, esse novo anime já deixa claro seus maiores focos, o beisebol e o amor, de forma bem simples e leve para que você curta o anime, nem tudo precisa ser épico e extrapolado, por isso que produções simplistas têm maior destaque na atualidade, pois é muito mais amarrado em história e emociona mais fácil.

O primeiro episódio têm aquele desenvolvimento arrastado pelo simples e óbvio fato de te apresentar o que vai ser o anime, não só em história, mas em ritmo, os seinen (da obra que é adaptado) tendem a ser mais desenvolvidos de forma lenta para que trabalhe a emoção do momento, e com o gênero esporte presente, espera-se as boas cenas de torneios e partidas apresentadas em cenas épicas, o que faz trabalhar um ritmo mais acelerado. Tamayomi vai misturar dois modos distintos de desenvolvimento, isso pode ser um grande impacto positivo se for bem feito, mas pode cair por terra se tentar misturar demais, contudo o primeiro episódio foi espetacular nisso, mas como toda boa produção, sempre têm um ponto negativo.

Nem tudo é flor que se cheire, é lógico que a maioria dos animes de esportes usam e abusam de flashbacks, mas para um primeiro episódio, Tamayomi se mostrou um tanto exagerado, mais de vinte minutos de duração onde dez são flashbacks repetidos, e eles tentam amarrar algo que se mostrou claro em cena, aliás um destaque negativo foram as explicações de alguns momentos em cena por meio de diálogos, o que foi um tanto questionável, pois Tamayomi foi apresentado como um seinen do gênero de esporte e yuri, acredita-se que estes três elementos é mais do prova de que esse anime têm que ser mais trabalhado em história, relações amorosas e partidas de beisebol, o público consegue absorver e interpretar tudo que está em cena e dito em diálogo, mastigar demais os momentos de interpretação pareceu algo muito infantil e bem bobo para um seinen, chega a ser decepcionante e ofensivo, indiretamente te chamando de burro.

Apesar dos defeitos, Tamayomi se mostra bem forte como um dos melhores animes do ano e também um dos mais marcantes, se o bom trabalho de construção de romance e as lições de beisebol se manterem bem firmes em paralelo ao desenvolvimento da história, poderá se colocar entre os dez melhores animes de esporte e até entre os animes LGBTQ+!