Anúncio

Solo Leveling foi uma das primeiras apostas de manhwas a chegar ao Brasil. Os quadrinhos digitais (webtoons) coreanos que se tornaram tão populares lá fora, aos poucos estão ganhando espaço no mercado brasileiro, com títulos como On or Off e Tower of God.

Eu comecei a leitura da série a partir da publicação brasileira, mas em certo ponto não me aguentei mais e fui atrás do publicador em idioma inglês onde eu finalizei o título em apenas três dias. A série que é uma trama de aventura, ação e fantasia nos cativa facilmente e nos mantém constantemente entretidos com seu roteiro criativo e instigante.

A obra ficou tão popular em seu país natal que até ganhou uma música de trilha sonora pelo famoso grupo coreano The Boyz, para você entender o impacto que o título causou.

Sobre a obra

solo leveling

Solo Leveling conta a história de uma distopia futurista onde o mundo foi “invadido” por portais, portais esses que levam a dungeons onde há monstros misteriosos. Alguns seres humanos foram “acordados” ganhando poderes além do comum e uma classificação decorrente ao seu nível, indo de E até S. Esses humanos (aqui chamados de caçadores/hunters) então entram nas dungeons a fim de caçar e destruir os monstros, após destruir o “chefão” o portal se fecha e os caçadores ficam com os espólios adquiridos. Nosso protagonista é um caçador de Rank E que é considerado “a pior arma da humanidade”, justamente por ser bastante inútil, que após uma situação quase morte acaba se deparando com a possibilidade de “subir de nível”, sendo ele o único ser humano capaz de tal.

Baseado em uma novel de mesmo nome, Solo Leveling começa com uma premissa interessante, porém não tão criativa. A ideia de um mundo similar a jogos de RPG não é algo que já não vimos antes, e muitos webtoons estão abordando tramas similares a de games nos últimos cinco anos. Porém, o que de fato torna o título tão apaixonante, é o carisma de seus personagens, principalmente do protagonista, que é um “ferrado” que está fazendo de tudo para sobreviver em um mundo injusto e desigual.

Anúncio

Conforme a trama segue, e o personagem evoluí, eu fiquei com medo que ele chegasse ao ponto de ser muito OP (Over Power, quando um personagem é muito mais forte do que qualquer outro) e a história perdesse sua graça. Porém, ela acaba dando uma virada de eventos e vai além do que esperamos, nos dando explicações sobre esse universo que o autor criou, o que é uma grata surpresa.

Além disso Solo Leveling não poupa a forma como explora elementos de RPG e torna isso em uma história bastante criativa, quase lendária, com batalhas grandiosas, guerras entre dimensões, e relacionamentos complexos.

Um dos pontos que mais gostei da obra é como o autor teve o cuidado de desenvolver essas relações humanas, sejam elas de amizade, companheirismo, amor e família. É uma realidade tão longe, e tão próxima a nossa, que chega a assustar com as similaridades que encontramos nos capítulos.

Com menos de 200 capítulos, a série encerrou no seu ápice, sabendo aproveitar bem cada momento sem se deixar levar e continuar quando não havia mais aonde ir. Apesar do final não ser exatamente o que eu estava esperando, eu entendi bem as escolhas do autor, e o capítulo final deu aquele “arrepio” na espinha que eu sempre sinto quando termino uma excelente obra (o arrepio até voltou quando eu estava escrevendo essa review).

Se você quiser conferir a obra, mas não sabe inglês ou coreano, não tema! Como eu disse no começo, a obra está sendo publicada pela NewPop aqui no Brasil, em um formato bem cuidado com adaptações muito bem-feitas.

Ah! Se você gostar de ler, também recomendo que vá atrás da novel que inspirou o manhwa, e também está sendo publicada pela NewPop. Para não perder o costume, também de uma olhadinha no post onde comento mais manhwas que foram adaptados de novels.

Solo Leveling é uma obra cativante, que instiga seus leitores e entrega bons personagens, diálogos e arte, numa construção equilibrada de aventura e drama.

Anúncio
REVIEW
Solo Leveling
Artigo anteriorDragon Ball Super: Super Hero é adiado devido a ataque hacker
Próximo artigoAbragames anuncia participação na GDC 2022 com 25 estúdios brasileiros
Bibliotecária, especialista em conservação de histórias em quadrinhos, pesquisadora na área de educação, princesa da Disney e apaixonada por Sailor Moon a mais de 20 anos.
solo-leveling-manhwa-reviewDez anos atrás, depois do “Portal” que conecta o mundo real com um mundo de montros se abriu, algumas pessoas comuns receberam o poder de caçar os monstros do portal. Eles são conhecidos como caçadores. Porém, nem todos os caçadores são fortes. Meu nome é Sung Jin-Woo, um caçador de rank E. Eu sou alguém que tem que arriscar a própria vida nas dungeons mais fracas, “O mais fraco do mundo”. Sem ter nenhuma habilidade à disposição, eu mal consigo dinheiro nas dungeons de baixo nível… Ao menos até eu encontrar uma dungeon escondida com a maior dificuldade dentro do Rank D! No fim, enquanto aceitava minha morte, eu ganhei um novo poder.