Quem nunca ouviu falar de Sailor Moon? A graciosa guerreira da justiça é um ícone mundial e marcou a infância da maior parte dos garotos e garotas que viveram nos anos 90.

Confira também: Deadman Wonderland | Suco Apresenta

Naoko Takeuchi é a autora da série que teve início no mangá Codinome: Sailor V, onde contava-se a história de uma guerreira que combatia o mal vestida de marinheiro. Mais tarde a autora deu origem ao mangá de Sailor Moon (1992-1997) que completa 25 anos agora em 2017!

A trama sobre as garotas humanas que transformavam-se em guerreiras para combater alienígenas revolucionou o gênero de garotas mágicas e tornou-se percursos para muitas outras obras como Madoka Mágica.

Mas por que Sailor Moon foi tão importante?

Na época o gênero Super Sentai (segmento de grupos de jovens que lutam contra um mal comum usando armas, mechas, etc) e o de Magical Girls (garotas mágicas) eram duas coisas separadas, Sailor Moon conseguiu unir os dois gêneros em uma série inédita que possuía comédia, drama, romance, além de uma série de simbologias do universo estelar e da mitologia grega/romana.

O que fez de Sailor Moon tão popular?

A discussão da popularidade de Sailor Moon sempre se resume ao carisma de seus personagens. A protagonista, Usagi (ou Serena, na versão americana e brasileira), era muito diferente do que uma heroína deveria parecer.

Medrosa, pouco inteligente e com problemas com a própria aparência Usagi era o que toda menina era realmente na adolescência. Essa aproximação da personagem com a vida real fez com que ela fosse muito amada por todos, o mesmo se repetiria para as outras sailors que reuniriam personalidades únicas e muito próximas ao que vivíamos diariamente.

A série animada

O anime de Sailor Moon é sempre discutido pois é uma obra a parte. Algumas das temporadas de Sailor Moon, e vários capítulos não existiram no mangá! Enquanto a obra escrita é mais madura e foca-se principalmente no amadurecimento de Usagi ao descobrir sua verdadeira identidade, o anime é mais leve, possui um conteúdo mais infantil e retrata muita das trapalhadas da protagonista (isso se referindo a série dos anos 90). Agora em 2012 foi lançado uma nova versão de série animada chamada Sailor Moon Crystal, essa, super fiel ao mangá.

“no corre, corre da cidade grande…” – Sailor Moon Crystal (Imagem Divulgação)

Confira também: Sailor Moon Crystal | Primeiro Gole

Os musicais, art books, colecionáveis e muito mais!

Sailor Moon tornou-se tão popular que expandiu seu universo para muitas outras vertentes, entre ela os musicais, apelidados de SeraMyu, apresentações dramáticas que foram realizadas entre 1993 e 2005, retomando no ano de 2013 e estando ainda em apresentação.

Poster de um musical de Sailor Moon (Imagem Divulgação)

Fora isso muitos outros itens colecionáveis foram lançados como os artbooks, as figuarts das Sailors e os proplicas, cópias dos bastões, cetros e broches utilizados na série (os itens mais caros e desejados de todos).

No Brasil

Sailor Moon chegou ao Brasil nos anos 90 com a série animada e foi muito popular! Nessa mesma década muito dos itens japoneses chegaram as lojas brasileiras, era comum encontrar brinquedos e colecionáveis sobre a guerreira da Lua.

O mangá, por sua vez, chegou nos últimos anos em uma versão maravilhosa editada pela JBC e reuniu os 12 volumes da história original, o mangá Codinome Sailor V, e os dois volumes de Short Stories, histórias alternativas da série (que viraram filmes na animação).

Capas dos volumes lançados pela Editora Jbc (Imagem Divulgação)

Por que amar?

Sailor Moon foi um dos meus primeiros animes, e é o mais marcante para mim. Eu assistia quando tinha meus seis anos e 15 anos depois ainda é minha série favorita. Assim como eu, muitos foram marcados! Há grupos de discussão que participo e de colecionáveis que bombam todos os dias com novidades.

Recentemente uma marca chinesa lançou um smartphone exclusivo da Sailor Moon. Parece que não importa quanto tempo passe, Sailor Moon sempre será eterno. Se você gosta de garotas mágicas é obrigatório assistir Sailor Moon, mas para aqueles que não curtiram a série dos anos 90 eu convido a dar uma chance ao mangá e ao novo anime (que são obras bem diferentes).

Sailor Moon me ensinou muito sobre o universo, sobre amizades, sobre o amor e sobre tudo que nos rodeia. É o tipo de série que eu posso ver com 10 ou 50 anos e sempre terá impacto em mim, e eu sei que não sou a única!

Seguimos acompanhando as novidades e torcendo uma quinta temporada de Crystal ❤