Representatividade | Escolhas da Disney na divulgação de Mulan

Anúncio

De acordo com o site Dicionário Online de Português, racismo é o “preconceito e discriminação direcionados a quem possui uma raça ou etnia diferente, geralmente se refere à segregação racial”. Para aqueles que não sabem, esse não é um problema que afeta só pessoas negras, pessoas amarelas também sofrem desse mal e ele é bem menos repreendido quando acontece contra asiáticos.

Um exemplo claro dessa discriminação e menosprezo para com as pessoas asiáticas (nesse caso, mais especificamente com os chineses) foi a escolha da cantora Christina Aguilera para cantar a nova versão da música Imagem presente na animação de Mulan (1998) e a música original Loyal Brave True para o lançamento da Live-Action do filme. Você pode se perguntar “mas por que colocar a Christina é racista? Ela deve ter sido escolhida por ser uma cantora talentosa, só isso certo?”

Errado! Não estou falando que ela não seja uma cantora talentosa, mas o filme é baseado numa antiga lenda chinesa, com uma história importante para a cultura da China e a Disney sinceramente achou que escolher uma mulher branca para cantar essas músicas era a melhor escolha? A decisão obvia e certa seria contratar uma pessoa chinesa para homenagear tanto a lenda original quanto os chineses, mas parece que não é tão obvio assim.

Mesmo que a Disney quisesse escolher alguém que falasse inglês ou que morasse nos Estados Unidos, os responsáveis pelo marketing do filme não conseguiram encontrar uma única pessoa chinesa que cantasse bem? Nem umazinha? Em toda a população estadunidense?? Aconteceu coisa parecida na divulgação do filme aqui no Brasil quando a Disney escolheu a cantora Cláudia Leitte para usar um look especialmente desenhado pelo estilista Yan Acioli em parceria com Israel Valentim, inspirado na roupa da Mulan na Live-Action. Mesmo sendo brasileira Cláudia Leite ainda sim tem pele clara e apesar de existir uma grande população asiática no Brasil, mais uma vez a escolha foi uma pessoa branca.

claudia leitte mulan
Claudia Leitte no Carnaval 2020 (Imagem Divulgação)

Caso você ainda não tenha entendido o problema, vou colocar de outra forma: O que você acharia se a Marvel tivesse escolhido um cantor branco para divulgar o filme Pantera Negra aqui no Brasil? Seria um absurdo né? Então porque a mesma situação com os chineses seria ok? Infelizmente essa é apenas mais uma situação errada envolvendo pessoas asiáticas no mundo do entretenimento.

Deixo aqui uma thread do Leo Hwan, um dos maiores influentes na causa amarela no Brasil.

Mulan já está disponível no sistema de streaming Disney Plus.