Anúncio

O mês de Novembro trouxe as travessuras de Halloween para a Capcom. No inicio do mês a Capcom sofreu um ataque de ransomware customizado em sua rede. Mas o que é um ransomware?

Ransomware nada mais é que um software, que entra em seu computador e exibe mensagens exigindo algo em troca para o sistema voltar a funcionar. Geralmente se trata de altas quantias de dinheiro porque dados da maquina estão na mãos de pessoas criminosas.

Qualquer malware tem essa característica de obter dados, e ele de é fácil instalação. Basta clicar num link enganoso em um e-mail, site ou até mesmo um pop-up de mensagem e pronto você pode estar exposto. Para mais curiosidades sobre a história desse danadinho você pode conferir aqui.

O que houve?

A ESET entrou em contato com o Suco para dar informações sobre o ataque cibernético da Capcom e curiosidades sobre outros eventos. No dia 2 de novembro, Capcom logo que notou que algo estava errado em sua rede, e mais tarde comunicou em sua rede do twitter sobre o ataque e que agiu rápido para que não houvesse mais danos em outros sistemas.

Segundo o boletim oficial lançado no dia 16 de novembro, a investigação ainda está em andamento e que parte de informações pessoais do grupo foram comprometidas. Além de dados sobre vendas, consumidores e parceiros de negócios, informações confidenciais também foram comprometidas.

O ataque não afetou os servidores para os jogos online, mas como cautela a empresa se desculpou aos jogadores e consumidores. Segundo Camilo Gutiérrez Amaya, chefe do laboratório de Pesquisa da ESET, “se você possui uma conta Capcom, recomendamos que fique antenado, atualize os sistemas e tenha uma solução de segurança instalada nos dispositivos”.

Segundo a própria ESET, a indústria dos videogames movimentará cerca de 200 bilhões de dólares em 2023. Contudo cada vez mais as empresas e usuários estarão no alvo desses ataques. Como, por exemplo, o grupo Egregor com seus ransomwares afirma ter vazado o conteúdo de Watch Dogs: Legion.

A Akamai, empresa especializada em segurança, traz dados de mais de 10 bilhões de ataques entre o período de julho de 2018 e junho de 2020. E além disso mais de 3.000 ataques diferentes de negação de serviço distribuída, o famoso DDoS, entre junho de 2019 e junho de 2020.

Dentre esses incidentes e ataques de segurança de dados, segundo pesquisa da ESET, cerca de 54% dos usuários afirmam estar dispostos em pagar a recuperação do acesso a conta em caso de sequestro. E você Sucogamer, pagaria?

A repercussão

Bem a internet é rápida como uma piscada, e os vazamentos das informações da Capcom  rapidamente se espalharam. Com direito a imagens e de produção de conteúdo futuros que repercutiram em comunidades e só se via a ansiedade do publico com os jogos.

Mas todo o respeito deve ser direcionado a Capcom, que está trabalhando para recuperar o dano e o prejuízo causado por esse ataque. Então fica um pouco a lição em baixa escala de empatia com a empresa, pois todo o dia alguém é alvo de um scam ou de um cartão clonado.

Muitas informações sobre o futuro de franquias e seus produtos estão rodando por ai, caso seja de seu interesse, o Resident Evil Database trouxe um agregado das informações de Resident Evil Village e outros títulos da franquia. Além de RE, Monster Hunter, Street Fighter e Mega Man entra na lista de títulos “vazados”.

A Capcom está legalmente resolvendo a situação e esperamos que os culpados sejam pegos. Segundo a empresa, o ransomware estava entre relatórios de mídia enviados e quando ativado começou a criptografar as informações e apagar os acessos.

Eu espero que essa matéria esclareça um pouco da situação e o mais importante é a segurança de sua informação. Sempre fique atento com suas atividades e evite coisas suspeitas na web. Além disso, troque suas senhas periodicamente, e fique atento pois malwares estão por toda parte e a dor de cabeça é grande.