Anúncio

Se você é um leitor pecador e gostaria de ter um leque maior de opções para ir para o inferno depois dessa vida, você pode apostar no Japão, onde o inferno é bem diversificado. O conceito não é como se conhece no Ocidente, que segue os preceitos cristãos, mas também segue a ideia de você ter sido uma pessoa que praticou boas ou más ações ao longo da sua vida.

O Inferno Segundo os Japoneses

O conceito varia de acordo com as maiores religiões do Japão, o xintoísmo e o budismo, bem como de acordo com a cultura de cada região, assim, as descrições podem variar bastante.

O inferno xintoísta se chama 黄泉の 国 (yomi no kuni ou simplesmente yomi – “Terra da Escuridão”) e se assemelha mais com o inferno grego (Reino de Hades) do que com o inferno cristão ou budista. O yomi não tem fogo ou tortura, é mais um lugar escuro onde as almas perambulam após a morte por um tempo indefinido. Seus portões também são guardados por criaturas assustadoras e dizem que sua entrada fica na província de Izumo, debaixo de uma grande rocha. De acordo com os preceitos xintoístas, tudo o que é conectado com a morte é tido como impuro ou sujo – tanto que os japoneses geralmente têm casamentos xintoístas e funerais budistas.

Falando no budismo, para eles o inferno se chama 地獄 (jigoku), e é cercado de demônios, fogo e punições. Segundo eles, se você não teve uma vida boa o suficiente que justifique a sua reencarnação, você pode ir parar em um dos seus 8 infernos. E quem determina para onde você vai após a morte é Enma Daiou (Rei dos Demônios), bem conhecido por causa de animes, como Dragon Ball e Yu Yu Hakusho. Existem infernos de nuvens de areia preta, da fome, da sede, do sangue, do ferro, das folhas de espada, do rio de cinzas, congelante e muito mais.

Vale notar que o conceito de inferno não existia para os japoneses até o século XI, quando o budismo foi introduzido. Portanto, não se tem muitas histórias contando o que existe no yomi. É por causa dessa falta de conhecimento do inferno que o xintoísmo é mais ligado à vida do que à morte.

Vá para o Inferno!

Apesar de essa famosa frase aparecer muito nas legendas de animes e ser um xingamento clássico no Brasil, no Japão ela não é muito comum. Na verdade, o equivalente na tradução pode ser 死ね (shine – “Morra”), apesar de ir mais para o sentido de interpretação e se aproxima mais do “Vai se fXder”. Para uma tradução mais literal, existe o 地獄におちろ (Jigoku ni ochiro), mas ele não é muito utilizado, provavelmente por não fazer sentido para eles um humano mandar o outro para o inferno, já que apenas Enma Daiou pode fazer isso – a exceção é se a pessoa for Shaka de Virgem.

Anúncio

Então, da próxima vez que alguém te mandar para o inferno, arrume suas malas e vá para o Japão para ampliar seus horizontes.

Anúncio