Anúncio

Pode não estar na boca do povo quando o assunto é clássicos, como Evangelion, Cowboy Bebop, Fullmetal Alchemist, ou Ghost in the Shell, mas Monster está sem sombra de dúvida num nítido “Hall da Fama” da comunidade otaku.

É só pensar que, num site como o MyAnimeList, com algo em torno de 3000 animes em sua lista, Monster é o 49º anime bem mais votado pelos seus milhares de usuários. Isso é totalmente arbitrário e sim, gosto é subjetivo, mas estar num Top 50 entre milhares de outros animes pode dizer alguma coisa já sobre sua qualidade…

Não tenho como dizer algo mais objetivo da qualidade do anime nesse primeiro momento do que isso. Se a justificativa lhe pareceu razoável, eu lhe agradeço por levar esse julgamento em consideração. Agora temos outra questão: “Por que ver algo lá de 2003 quando agora tem tanta coisa boa lançando?”.

A pergunta procede, não é errado faze-la. Estamos aí na terceira temporada de My Hero Academia, despontando como um dos animes mais emocionantes da atualidade e a terceira temporada tão esperada de Shingeki ni Kyojin esta aí, com a continuação (segundo coeur) ainda este ano. E Monster é um anime longo, beeeem longo. Não é toda hora que aparece um anime de 74 episódios. Por que se dar ao trabalho?

Quem tem o costume de acompanhar as temporadas que passam, como eu mesmo, tem uma boa vantagem de entrar a cada estação em mais coisa nova. Algumas com certeza decepcionam, mas outras com certeza nos enche de satisfação. Mas uma hora isso pode ser uma experiência meio automática. Aquele anime que fez muitos de nós vibrar há dois anos, hoje sequer é motivo de papo como era na época em que foi transmitido. Re:Zero é um anime exemplar. E possivelmente ninguém mais daqui a dois anos saberá o que foi Darling in the Franxxx, mesmo que todo mundo esteja falando sobre ele agora. Bem ou mal, mas ainda assim falando.

Sobre o Anime

Monster não só é um anime muito recomendado pra quebrar essa rotina, como seu próprio gênero é algo inusitado para os animes. Sim, há um bom número de animes mais adultos por aí, ou “seinen” como são chamados. Ergo Proxy é um exemplo, Serial Experiments Lain é outro, seinens focados no cyberpunk / distopias. Mas Monster é um grande thriller policial de tal nível que “seinen” não chega a descrevê-lo o suficiente. São 74 episódios que do início ao fim te envolvem no mistério que há ali escondido, e onde a tensão da perseguição é sempre bem dosada nas horas certas em intervalos certos.

E do que se trata o anime, afinal? Kenzou Tenma é um neurocirurgião japonês extremamente talentoso, a ponto de conseguir embarcar numa carreira internacional. Ele consegue um grande cargo no Hospital Memorial Eisler, na cidade alemã de Düsseldorf. E isso só é possível em troca de uma pesada subordinação ao seu chefe, o dono do hospital, pra quem promete ao jovem doutor a mão de sua bela filha em casamento e uma carreira de sucesso, desde que ele siga todas as suas ordens, sem questionar. Uma hora essa subordinação pesa nas próprias convicções de Tenma como médico. De uma hora pra outra, ele é obrigado a abandonar sua operação em um pobre trabalhador para atender uma outra vítima de um acidente que seria um importante contato do dono do hospital. Isso custa a vida do paciente que havia chegado antes e isso pesa e muito na consciência do médico dividido entre seu juramento profissional e a ascensão de sua carreira que depende da boa vontade de seu chefe.

Em outra ocasião, um menino chega na emergência com um tiro na cabeça. Apenas o melhor cirurgião em Düsseldorf pode salvá-lo. Mas na mesma ocasião, o prefeito da cidade sofre um acidente de carro e o chefe de Tenma ordena que ele opere o prefeito primeiro. Dessa vez o jovem doutor não consegue afastar o peso de deixar uma vida morrer quando ele estava prestes a salvá-la e resolve continuar a operação na criança, escolhendo a vida dele à do prefeito.

Essa decisão tem sérias consequências para a carreira de Kenzou Tenma, mas não só no seu futuro como médico…

É até onde posso ir por aqui. A menos que você seja alguém que não ligue pra spoilers ou a menos que você já tenha visto o anime ou há menos que o gênero não lhe agrade nem um pouco, pule direto para o REVIEW (que deve sair em breve) onde conto em detalhes sobre o enredo, cada um de seus personagens e as várias mensagens que Monster carrega em sua história e em sua narrativa. Para todos os outros que tenham tomado interesse, este clássico espera por você.