Mikrokosmos
Thiago Souto
Dezembro, 2014
HQ de 48 páginas

Eu tenho o sério problema de desejar livros pela capa. Sim, sou dessas. Enfim, eis que estava eu, ansiosa por dar mais um passo rumo à falência, divagando pelas prateleiras de livros e revistas independentes da Ugra, uma livraria bem amorzinho lá na Augusta da qual já comentei por aqui, quando vejo uma capa cheia de rostos, mãos e teclas de piano. Um negócio bem bonito, sendo modesta no elogio.

A moça me deixou abrir um exemplar (todos ficam em pacotinhos para preservar a integridade física, mas pode tirar e folhear sem problemas) e o que encontrei foram páginas no mesmo estilo da capa, tudo em preto, branco, cinza e rosa (outros diriam magenta), num estilo de desenho que passo a curtir cada vez mais para temas introspectivos, meio rabiscado, meio disforme. Acho que nunca achei o rosa tão bonito quanto naqueles papéis, comprei sem ler qualquer sinopse e não houve arrependimento.

CONFIRA TAMBÉM O REVIEW DE “A SAMURAI”

Astronauta Pianista? 

Focando no que interessa: o livro é a história de um astronauta, ex-pianista, e sua relação com a mãe também pianista, responsável pela carreira dele na música. Ritmada por músicas clássicas, a graphic novel transita entre o presente e o passado, entre uma emergência na espaçonave e as aulas e os concertos da sua juventude. Há um claro contraste entre as duas fases, mas um elemento permanece do começo ao fim: a solidão. É bonito e triste ao mesmo tempo. Quem gosta de acompanhar a trilha sonora de obras literárias, vale a pena ouvir a desta hq.

Numa pesquisa rápida, li que a composição de Mikrokosmos, do pianista húngaro Béla Bartók, é utilizada em aulas de piano por abranger técnicas de todos os níveis de aprendizagem do instrumento, perfeita para a história de vida da personagem. Eu não entendo de música, confesso que apenas coloquei para tocar e deixei a leitura fluir, mas é interessante da mesma forma.

mikrokosmos arte 1
Um pouco da arte de Mikrokosmos (Imagem Divulgação)

A obra foi feita de um jeito que é possível sentir um pouco da imensidão do espaço, do quão só alguém pode se sentir, ainda que rodeado por pessoas, ou pelas estrelas. E da união do desenho com a música, o autor une o passado e o presente. Entrou para os meus preferidos.

Mikrokosmos, é a segunda revista de Thiago Souto, lançada na Comic Con Experience em 2014 e indicada ao Troféu HQ Mix 2015 na categoria Novo Talento Desenhista. A primeira foi Supernova, lançada na FIQ 2013.

As músicas:

  • Schumann – Primo Dolore
  • Béla Bartók – Mikrokosmos, Volume 4, nº 120
  • Rachmaninoff – Concerto para Piano nº 2 op. 18
  • Béla Bartók – Mikrokosmos, Volume 6, nº 143 e 144
  • Chopin – Noturno, op. 9, nº 2
  • Mozart – Piano Sonata para quatro mãos, K. 381

Por que comprar?

  • Arte – óbvio, comprei por causa dela
  • Boa trilha sonora – sério, ouçam, tem no Youtube dividida em infinitas partes
  • Preço – baratinho, foram R$20 muito bem aproveitados, obrigada
  • Tem no Social Comics – mas a experiência é mais proveitosa lendo impresso, fica a dica.

mikrokosmos capa
Mikrokosmos de Thiago Souto (Capa Divulgação)