Anúncio

Durante a conferência da Nintendo na E3 2021, Metroid Dread foi anunciado. O quinto jogo da franquia que nos apresentou Samus Aran e promete revisitar o estilo plataforma que consagrou a série 19 anos depois do último lançamento de um episódio 2D da franquia.

Porém, essa não foi a primeira e nem a única vez que os jogadores ouviram falar de Metroid Dread. Na verdade, os primeiros indícios do quinto jogo da série apareceram em junho de 2005, consolidando mais de uma década de desenvolvimento e expectativa por um jogo que, até mês passado, não passava de um grande mistério.

Criando uma lenda

Os primeiros indícios da existência de uma sequência de Metroid Fusion – quarto game da franquia em 2D, lançado em 2002 para Game Boy Advanced – foram revelados em junho de 2005 após uma publicação da revista Game Informer. Ainda nesse ano, surgiriam rumores que indicavam que o título estaria em desenvolvimento, porém ainda não havia previsões do anúncio oficial da Nintendo, que, segundo rumores, não seria mostrado na E3 2005, mas talvez pudesse ser mostrado posteriormente.

Na verdade, a própria Nintendo só reconheceria a existência do game anos depois. Porém, em fevereiro de 2006, surgiriam mais rumores alegando que a Official Nintendo Magazine – lançada mensalmente no Reino Unido -, listaria Metroid Dread como um dos futuros lançamentos da segunda metade do ano de 2006.

A alegria dos fãs não durou muito. Em 2007, após um Easter Egg de Metroid Prime 3: Corruption ser descoberto pela IGN, a Nintendo daria um fim derradeiro aos rumores, alegando que: Não havia um jogo 2D de Metroid sendo desenvolvido no momento.

(Curiosidade: O Easter Egg, encontrado em um dos arquivos colecionáveis do game, dizia: “Status atualizado do experimento: Projeto Metroid “Dread” está perto dos estágios finais de finalização.”)

Anúncio

Por anos, Metroid Dread permaneceu um mistério. A sua existência (ou a falta dela) permaneceria como um dos grandes questionamentos da saga. Isto é, até Yoshio Sakamoto, um dos criadores da saga Metroid, confirmar, em meados de 2009, que o game existiu e chegou a ser desenvolvido pela Nintendo em algum momento.

Além disso, um roteiro completo do enredo do jogo teria sido feito e um protótipo havia sido criado entre os anos de 2008 e 2009.

O que mudou?

Originalmente, o Metroid Dread idealizado no começo dos anos 2000 tinha como objetivo o lançamento no console portátil da Nintendo, o Nintendo DS.

A história do que realmente aconteceu seguindo os anos de desenvolvimento do projeto continuaria envolta em mistério até 2021, quando, em um anúncio considerado surpreendente, a Nintendo anunciou definitivamente o game. Com o anúncio, Yoshio Sakamoto também esclareceria os motivos que levaram ao cancelamento do jogo.

Sakamoto esclareceu que os rumores no início dos anos 2000 eram verdadeiros, porém, o projeto foi cancelado, pois os desenvolvedores acreditavam que a tecnologia da época não seria capaz de desenvolver o conceito do game da maneira que os desenvolvedores imaginaram. Alguns anos depois desse primeiro cancelamento, o projeto foi reaberto mais uma vez, mas foi cancelado novamente, já que ainda havia limitações tecnológicas que prejudicariam o projeto.

Foi a chegada da Mercury Steam Entertainment, que ajudou a desenvolver Metroid : Samus Return para o Nintendo 3DS, que Metroid Dread ganhou outra chance de sair da gaveta. Assim, uma versão completa, que tinha como objetivo transcender os conceitos do projeto original, surgiu.

É assim que chegamos a 2021, quando Metroid Dread é anunciado para Nintendo Switch. Categorizado como uma ficção científica com elementos de terror em um game de ação e aventura. Será o quinto jogo da série 2D de Metroid, iniciada em 1986, e será responsável por marcar o fim do arco de história focado na história entre Samus Aran e os clássicos “inimigos” da franquia: os Metroids.

Metroid Dread tem data de lançamento prevista para 8 de outubro de 2021 para Nintendo Switch. Confira o trailer abaixo:

Anúncio