Mamamoo-Wheein
Imagem Divulgação
Anúncio

Foi divulgado na manhã desta sexta-feira (11), que Wheein, do girlgroup MAMAMOO, não renovou seu contrato com a RBW, empresa responsável pelo grupo. Apesar dessa decisão, a integrante continuará promovendo com Solar, Moonbyul e Hwasa até dezembro de 2023, de acordo com o contrato atual.

Em nota publicada nesta madrugada, noite na Coreia, a RBW comunicou aos MooMoo, fãs do grupo, a decisão da cantora:

“Olá, aqui é a RBW.

Primeiro, gostaríamos de agradecer sinceramente a todos, principalmente ao MooMoo, tanto na Coreia quanto no exterior, por amar e apoiar tanto o MAMAMOO.

Renovamos nosso contrato com três integrantes do MAMAMOO: Solar, Moonbyul e Hwasa. A renovação do acordo foi baseada em fé e confiança mútuas e prometemos dar aos membros nosso apoio generoso para que possam realizar seus sonhos nas atividades musicais e em outras áreas.

Wheein tem mantido longas discussões conosco, assim como os outros membros, mas no fim, decidiu não renovar seu contrato. Por isso, gostaríamos de informar que nosso contrato de exclusividade com ela chegará ao fim.

Anúncio

Respeitamos totalmente a escolha de Wheein e desejamos a ela, que está começando um novo capítulo em sua vida, felicidade e boa sorte. Gostaríamos de agradecê-la por ter brilhado conosco nos últimos 7 anos.

Apesar disso, todos os quatros membros tem muita afeição pelo MAMAMOO, então Wheein assinou um contrato estendido para participar de atividades, incluindo álbuns e shows, até dezembro de 2023. A música do MAMAMOO continuará e nós iremos informá-los sobre as futuras atividades mais tarde.

MAMAMOO atualmente está se preparando para o seu show de verão. Elas apresentarão boa música e atividades separadamente e juntas, como o melhor amigo do MooMoo. Então, por favor, continuem a incentivá-las e enviar apoios calorosos.

Obrigado.”

Wheein estreou com o MAMAMOO em junho de 2014, com o single Mr. Ambiguous. Recentemente, no início do mês, o grupo fez seu comeback com o álbum WAW e chegou a alcançar o 1º lugar em 21 países no “Top Album” do iTunes.

Em abril deste ano, a cantora fez seu comeback solo com o álbum Redd, vendendo mais de 72 mil cópias no mês. No dia de estreia, o álbum ficou em sétimo lugar no Gaon Album Chart, importante chart coreano.

Anúncio