Uma triste notícia desta última noite, onde um incêndio criminoso atingiu o estúdio Kyoto Animation, na cidade de Kyoto (Quioto), no Japão, deixando 33 mortos – até o momento – nesta quinta-feira (18), segundo informações dos bombeiros.

Veja também: Melhores Animes da Kyoto Animation | Top Suco

Mais de 70 pessoas estavam nos estúdios, onde por volta das 22h30 (horário de Brasília), ou 10h30 da manhã de lá, um homem não identificado, de 41 anos de idade, entrou no prédio e despejou líquido inflamável. Segundo testemunhas, as chamas se alastraram rapidamente por toda extensão da construção o que impossibilitou muito das pessoas deixarem o local ilesas.

Durante a ação, quem estava mais próximo do criminoso ouviu gritos de “Morram”, “Você Copiou” e “Você me enganou”, e apesar de sair ferido na ação e estar sob custódia no hospital, não foi revelada as reais intenções do autor do ataque. Até o momento, sabe-se que ele não possui NENHUM vínculo com a empresa.

Foto: Kyodo News via AP

Cerca de 40 caminhões de bombeiros foram utilizados para  conter as chamas, onde 33 pessoas acabaram morrendo e outras 36 feridas.

Repercussão na Midia

A tragédia causou grande comoção em todo o mundo, e o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, publicou um texto em seu perfil no Twitter e destacamos: “amedrontadora demais para descrever com palavras”.

A presidente de Taiwan também se manifestou e prestou solidariedades ao ocorrido:

No Twitter a hashtag #PrayForKyoAni subiu e está entre as mais comentadas em todo o mundo, em solidariedade ao tão amado estúdio.

Uma campanha em Crowdfunding criada pela Sentai Filmworks em solidariedade foi feita e visa a meta de 500 mil dólares, sendo que 95% desse valor já fora arrecadado. Para apoiar, VISITE AQUI.

A Kyoto Animation é o estúdio responsável por diversas animações premiadas e adoradas no mundo todo, responsável por Koe no Katachi (A Voz do Silêncio), K-On!, Free!, Violet Evergarden, Clannad, The Melancholy of Haruhi Suzumiya, Miss Kobayashi’s Dragon Maid, Sound! Euphonium entre outros.