Hell Says Noh (Lampião Nô Inferno)
Anúncio

Em uma parceria especial, a Japan House São Paulo e a Embaixada do Brasil em Tóquio promovem, no dia 29 de setembro, às 20h, no canal do Youtube da instituição cultural , a estreia, no Brasil, do espetáculo teatral japonês Hell Says Noh (Lampião  Inferno), de fusão artística com a literatura de cordel brasileira. No dia 30, às 20h, será realizada uma live exclusiva sobre a apresentação, com a presença da diretora e do ator principal da peça e mediação de Angela Mayumi Nagai, especialista brasileira no Teatro Nô, e de Natasha Barzaghi Geenen, Diretora Cultural da Japan House São Paulo.

Apresentada no Japão em novembro passado, no marco da ponte olímpica do Rio a  Tóquio, a produção teatral Hell Says Noh (Lampião  Inferno), foi concebida pela Embaixada do Brasil em parceria com a diretora e especialista em Nô, Soraya Umewaka, como estratégia inovadora de levar a cultura brasileira ao público japonês por meio da fusão com expressões culturais nipônicas, artes marciais e tecnologia multimídia. O espetáculo baseia-se em uma reinterpretação por Umewaka da obra literária “A Chegada de Lampião no Inferno”, de José Pachêco, importante autor brasileiro de textos de cordéis do século XX.

A peça traz o mestre Naohiko Umewaka, que faz parte de uma tradição familiar de mais de 600 anos no Teatro Nô, no papel do folclórico Rei do Cangaço, Lampião, em uma riqueza singular a partir do intercâmbio cultural entre Brasil e Japão, com a união de clássicos estilos como é o caso do Cordel e do Teatro Nô.

Na produção, Lampião tentará entrar no inferno e será impedido por Satanás, cujas palavras surgirão via projeção digital. No transcorrer do espetáculo, uma batalha acontece entre Lampião e os guardiões dos portões do inferno, representados por Yoko Mori, especialista em Capoeira, e Miki Nakamachi, campeã de Karatê, duas lendárias práticas de artes marciais. Musicalmente, o enredo é acompanhado pelo grupo de percussão Barravento, formado por músicos japoneses, bem como pela dupla brasileira, radicada no Japão, Via Brasil.

Complementando a programação especial da estreia de Hell Says Noh (Lampião  Inferno), no dia 30, às 20h, a Japan House São Paulo promove uma conversa, via Zoom, com a diretora Soraya Umewaka e o Mestre Nô Naohiko Umewaka, ator protagonista da peça, com mediação compartilhada entre Angela Mayumi Nagai, pesquisadora e especialista do Teatro Nô; e Natasha Barzaghi Geenen, diretora cultural da Japan House São Paulo. “Estou ansiosa para compartilhar com vocês uma conversa com meu pai, um Mestre Nô, que também interpretou Lampião, sobre a originalidade e o humor da Literatura de Cordel e a natureza profunda do Teatro Nô.”, declara Soraya. Esta atividade contará com tradução simultânea para o português e o japonês

Sobre o espetáculo, que teve repercussão muito positiva em Tóquio, a diretora prossegue: “Esta produção surgiu como um meio para comunicar a beleza da Literatura de Cordel – especificamente a história de A Chegada de Lampião no Inferno – sob o olhar do Teatro Nô.” Soraya complementa: “Em um momento em que precisamos ser inovadores sobre a forma como compartilhamos experiências teatrais, nos sentimos muito felizes em fazer parceria com a Japan House São Paulo, para que o público brasileiro possa, virtualmente, assistir à estreia de Hell Says Noh”.

Para o Embaixador do Brasil em Tóquio, Eduardo Saboia, a iniciativa canaliza o poder das artes e da cultura para fortalecer, ainda mais, a relação entre ambos os países. “Esta parceria entre a Embaixada e a Japan House São Paulo permitirá que o público brasileiro se engaje com o Teatro Nô, da mesma forma que o público japonês conheceu a literatura de cordel e expressões brasileiras visuais, musicais e de dança. Essa etapa da parceria completa um círculo de intercâmbio cultural. Como um círculo envolvendo Brasil e Japão, essa troca não termina; ao contrário, sempre nos une, como os vínculos humanos que ligam nossas duas sociedades. É simbólico que nossa parceria se concretize justamente quando celebramos os 30 anos da comunidade brasileira no Japão.”

Ainda sobre a parceria, Natasha Barzaghi Geenen, Diretora Cultural da Japan House São Paulo, declara: “Ficamos muito honrados e felizes por promover a apresentação exclusiva no Brasil de Hell Says Noh, uma obra que simboliza tão bem o elo entre os povos brasileiros e japoneses. A potência da união de elementos como a literatura de cordel e o Teatro Nô é muito forte e evidencia o papel fundamental da arte no diálogo entre povos, entre culturas, como elemento de aproximação.” Em 2018, a Embaixada do Brasil em Tóquio apresentou a exposição “DŌ: a caminho da virtude”, concebida pela Japan House São Paulo e exposta em sua sede também em 2018. Agora, com Hell Says Noh (Lampião  Inferno), é realizado o caminho inverso. “Esta nova parceria com a Embaixada reforça nossa atuação como plataforma para difusão do Japão, bem como a importância fundamental do intercâmbio para o enriquecimento cultural”, completa Natasha.

No Japão, Hell Says Noh (Lampião  Inferno) foi produzida e organizada pela Embaixada da República Federativa do Brasil no Japão em parceria com a Associação Brasil-Japão de Cultura e Economia (ANBEC), com o apoio da Panasonic Corporation.

Première Espetáculo teatral: Hell Says Noh (Lampião  Inferno) 

Quando: 29 de setembro, às 20h (Duração 40 minutos)
Onde: Canal do Youtube da instituição
Participação livre e gratuita
Legendas em português

Live Hell Says Noh (Lampião  Inferno)

Com Soraya UmewakaNaohiko UmewakaAngela Mayumi Nagai e Natasha Barzaghi Geenen

Quando: 30 de setembro, às 20h (Duração 60 minutos)
Onde: ZOOM
Informações sobre como participarwww.japanhousesp.com.br
Tradução simultânea

Leia também: Visitamos a expo “Isto é mangá” A arte de Naoki Urasawa, na Japan House