Han Seo Hee
Anúncio

Han Seo Hee, a personagem mais polêmica do mundo do k-pop, que nem mesmo idol é, mas que é responsável pelo encerramento das atividades dos ex membros B.I, no iKon e Wonho, no Monsta X, está com um canal no YouTube; O que vem assustando os fãs de k-pop e seus respectivos fandoms, além de gerar revolta. Afinal, todos se perguntam o mesmo: Quem poderá ser a próxima vítima? 

Desde 2017, Han Seo Hee vem cumprindo uma pena de 4 anos em liberdade condicional, após se envolver em polêmicas relacionadas ao uso e aquisição de maconha. Além disso, ela tem que passar por exames toxicológicos mensais, de forma aleatória e, se for pega, pode ir para a cadeia cumprir pena em regime fechado. 

Porém, em 2020, Seo Hee testou positivo e não foi presa; O que leva as pessoas a crer que, o fato dela ser rica, a beneficie de inúmeras formas, já que ela nunca foi punida verdadeiramente pelos seus atos. 

Ela foi trainee em várias empresas, por muito tempo, como por exemplo, a JYP, YG e JellyFish. Houveram também boatos de que ela se tornaria integrante do girlgroup Gfriend. Porém, ela nunca conseguiu debutar no K-pop, mesmo estando sempre no meio dos idols e inserida na indústria do k-pop. 

Utilizando-se dessa facilidade, Seo Hee expõe a vida de vários idols em sua conta pessoal do Instagram e, agora, fará o mesmo em seu recém canal do Youtube, “Seoheecopath“, que já tem um teaser publicado. 

Em seu Teaser, ela diz coisas como:

Há alguém aqui que não me conhece? A garota com o melhor rap ruim?
Eu também não tenho ideia de quem realmente sou. Está certo. Eu venho querendo começar no YouTube. Essa é a primeira vez depois de um longo tempo que estou contando às pessoas o que tenho feito. Se você quiser assistir, então assista. Se você não quiser, então não assista. Eu estou aqui apenas para dizer que estou indo bem.

De acordo com a produção de Han Seo Hee, ela é muito ativa nas filmagens e está preparada para abrir o jogo sobre tudo. Porém, os staffs sentem a necessidade de editar e filtrar algumas coisas, pois, segundo eles, “ela não tem filtro”. O primeiro episódio tem data marcada: 09/02/2021, às 16h no horário coreano. 

Ela declara ter se envolvido com vários idols, e seu primeiro escândalo envolveu o T.O.P do Big Bang, com quem ela mantinha um relacionamento. Entre outros nomes estão Wonho, ex-membro do Monsta X e B.I, ex-membro do iKon. Confira abaixo as polêmicas criadas por ela, que foram capazes de destruir carreiras. 

Como tudo começou:

Quando ainda era uma trainee desconhecida e anônima, em 2017, Seo Hee foi pega por uso de maconha, o que é crime na Coreia do Sul. Durante a investigação, citou T.O.P, do boygroup Big Bang, para não cair sozinha. Ela, inclusive, o culpou de dar um cigarro “batizado” para ela, alegando não saber do que se tratava. E quando ambos realizaram os testes, testaram positivo. 

O idol estava cumprindo o alistamento militar obrigatório na época, e passou por um mau momento por estar envolvido em um escândalo tão grande e pesado. Ambos receberam punições, e nenhuma relacionada ao cárcere. E claro, Seo Hee sofreu muitas represálias dos fãs do idol, mas não ficou calada: Ela reagiu!

O começo do caos:

Seo Hee decidiu fazer uma live no instagram e, lá, ela disse coisas como “O p**** do T.O.P é menor que esse batom” e declarou também já ter tido casos com vários idols do universo K-pop, deixando a ameaça de que, um dia, iria expor todos, um a um. Foi aí que as pessoas começaram a odiá-la. 

Não sendo o suficiente, ela se envolveu em mais um escândalo, tocando em um tópico muito sensível: 

Após o suicídio de JongHyun, do Shinee, Seo Hee escreveu uma carta ao idol dizendo que, em breve, o encontraria. As fãs, sensíveis ao acontecimento e abaladas, ficaram extremamente irritadas porque viram essa atitude como uma forma da moça se auto promover e chamar a atenção em meio a um acontecimento sensível de alguém muito querido e amado. Porém, ela postou uma foto dos dois no Instagram, confirmando que eles se conheciam. E claro, isso despertou mais ódio no Fandom. 

Acabou por aí? Não!

Outro escândalo pouco comentado foi com o modelo Kang Hyuk Min. A moça postou um screenshot, provado posteriormente como falso, de uma das mídias sociais do modelo que dizia “Eu gostaria de estuprar uma mulher”. A moça alegou que, como feminista, deveria alertar a todos que ele era um estuprador em potencial. O problema é que o screenshot não era verdadeiro, e ela conseguiu mais um processo, movido por Hyuk Min, direcionado a ela e aos seus seguidores.  

Mais uma de suas vítimas foi B.I do boygroup iKON. Em 2016, Seo Hee mostrou conversas entre os dois, nas quais o idol pedia a ela o contato de um traficante, demonstrando interesse em usar substâncias ilegais. Porém, a compra não aconteceu, já que em poucas linhas de conversas com o traficante, B.I decidiu não comprar as drogas. Mas ainda sim, ela expôs esse acontecimento em 2019, o que levou o idol a abandonar o grupo para não manchar a imagem dos outros membros e o nome do grupo em si. 

Os fãs levantaram hashtag, fizeram campanhas, recolheram assinaturas digitais e tudo o que era possível, porém, o líder do grupo não retornou. Seu contrato foi anulado com a YG em comum acordo. B.I foi declarado inocente após exames e investigações. 

V, do boygroup BTS, foi também citado por ela em uma das suas lives no instagram para expor idols. Ela declarou que V foi apresentado a ela em um clube, quando menor de idade. No país, é proibido que menores de idade frequentem clubes. E detalhe: Ambos são de 1995, o que significa que ela também estava em situação ilegal.

Seo Hee concluiu sobre o assunto, que V foi levado a sua mesa reservada no clube por um amigo em comum e que não o conhece bem, mas que seu dever, é de dizer a verdade. 

Será que uma mulher tão polêmica como Han Seo Hee tem amigos e amigas na indústria? E a resposta é: SIM. 

Em maio de 2019, a moça postou em seu instagram fotos de um jantar com as integrantes do girlgroup Gugudan, Nayoung e Hana. Embora os rostos não tenham sido mostrados, os fãs logo reconheceram por causa das roupas, o que gerou uma grande revolta. Muitos internautas passaram a questionar se Seo Hee tinha consciência desse ato perigoso, já que ao ser uma pessoa polêmica, estava colocando a carreira das “amigas” em risco, pois a moral dessas pessoas também seria colocada em questão. 

Monsta X também foi alvo!

Ainda em 2019, Seo Hee fez mais uma vítima, e dessa vez, do Monsta X. Wonho, que estava no auge da sua carreira, junto aos meninos do grupo, se viu envolvido em uma grande polêmica quando a moça declarou que a namorada dela era uma vítima do idol. 

Explicando a situação, basicamente, Han Seo Hee acusou Wonho de dever dinheiro para a namorada dela, Jung Daeun, desde a época em que ele era trainee. Ela acusou também o idol de dirigir quando menor de idade, ter usado drogas e de ter tentado cometer estelionato. 

Wonho optou então por deixar o Monsta X, para não sujar o nome do grupo e dos outros membros. E mesmo assim, ela continuou a perseguir o idol, dizendo que ele era “sem talento” e “necessitado por atenção”. Pouco tempo depois, sua inocência foi declarada para todas as acusações através de exames toxicológicos e investigações.

Mesmo inocente, sua carreira foi encerrada como membro do Monsta X, o que levou o fandom a fazer uma série de protestos pedindo para a Starship, pelo o seu retorno. Além disso, as Monbebes arrecadaram US$10mil em apenas 40min em uma vaquinha para fazer um outdoor de Led na Time Square, em Nova York. Liberado pela polícia, Wonho teve seu merecido renascimento como solista, mas as Monbebes, agora chamadas de Weenes, ainda sonham com seu retorno para o grupo. 

Não satisfeita, ela tentou envolver Shownu, líder do Monsta X, em uma polêmica relacionada a uma mulher casada, o que foi evitado graças às ações rápidas da Starship em provar que tudo era uma grande mentira.  

E então ela tem fãs? 

Sim, ela tem! E seus fãs a defendem alegando que ela sofre de depressão e ansiedade por nunca ter conseguido debutar no mundo do K-pop. Enquanto seus fãs a veem como uma vítima, os fandoms atingidos, os fandoms solidários a esses acontecimentos e os fãs de k-pop em geral, nutrem um grande ódio e desprezo por Seo Hee. E isso fica claro nos comentários do teaser do seu vídeo, em seu recente canal do youtube, nos quais ela recebe críticas pesadas, sendo chamada de “Satan” e personagens negativos por kpoppers do mundo todo, especialmente da Indonésia. 

Aqui no Brasil, ela já tem uma fanbase no twitter, que conta com apenas 68 seguidores até o momento. 

Enquanto comentários negativos e retaliações ao canal acontecem, fandoms se mobilizam pedindo que ninguém assista aos vídeos, que não comentem, compartilhem e nem mesmo deem dislikes no vídeo, tudo isso para não gerar engajamento. O único pedido é para que todos apenas denunciem o canal, antes que mais carreiras sejam destruídas.

Ainda sim, o vídeo teaser já conta, até o presente momento, com 8,2 mil likes, 59 mil dislikes e 773.364 visualizações


Fontes:

https://www.allkpop.com/article/2019/06/a-timeline-of-the-yg-bi-top-han-seo-hee-drug-scandal

Know Everything About Han Seo Hee & Her Controversies

https://www.ibtimes.sg/han-seo-hee-tests-positive-illegal-drugs-while-probation-face-jail-term-48238

Han Seo Hee Accused Male Model Of Being A Rapist, Now He’s Suing Her

Han Seo Hee Under Fire For Hanging Out With gugudan’s Nayoung and Hana

https://www.allkpop.com/article/2017/12/han-seo-hee-posts-a-lengthy-message-and-says-she-will-see-jonghyun-soon