Uma série de livros de terror de autoria de R. L. Stine fez sucesso para crianças e adolescentes, esse sucesso levou a produção de uma série de televisão que apenas aumentou o seu sucesso, vivendo na era da pobreza de ideias, estava nítido que alguma adaptação iria acontecer, e ela aconteceu em 2015, o primeiro filme foi um sucesso, um blockbuster que agradou aos fãs da série e as novas gerações.

Em 2018 é lançado o segundo filme, trazendo a mesma ideia e apostando no mesmo sucesso, sem nenhuma surpresa em história, o filme acerta, porém traz um sentimento já conhecido nos dias de hoje que é um filme mais comercial do que agradável.

Humor e Terror

Mantendo o primeiro filme, a história é composta por bastante humor, quase pastelão, que acompanha um pouco de terror para dizer que é Goosebumps, claramente uma franquia blockbuster, dificilmente essa nova era de Goosebumps vai sair desse colorido engraçado e fraco em terror escuro, mas que traz alguns ingredientes onde o susto e o medo ainda brincam com algumas situações em cena, mas que ainda se mantém fraco, para a maioria dos fãs da série e dos livros.

Aquilo que for apresentado irá agradar e divertir muito, mas essa sequência pode ser considerada uma forçação de franquia só para trazer mais dinheiro, o que não é um crime, mas incomoda pela falta de qualidade, em muitos momentos da sessão, irá se sentir cansado de assistir aquilo que já foi visto uma vez, traz um certo tom de artificial, não em fotografia ou atuação, mas em roteiro.

Um desenvolvimento acelerado e confuso que se perde muito e toda vez têm que ser relvado, tantos furos que parece um queijo suíço, faz com que essa nova sequência seja tão monótona e descartável que a única coisa que faz Goosebumps 2 ser um bom filme é o fato de ser fã da série antiga, porque se não for, o mesmo é um desperdício de tempo e dinheiro.

Goosebumps 2 - Halloween Assombrado
Goosebumps 2 – Halloween Assombrado (Imagem Divulgação)

Referências

Em questões de atuação e fotografia, nada a declarar, sem surpresas ou decepções, é difícil dizer qual vai ser avaliação do novo público que não conhece o que é Goosebumps, porque essa franquia traz referências que todos os que assistiram as séries e/ou leram os livros irá satisfazer toda a expectativa e irá sobrepor a falta de roteiro desse filme, tantas coisas que remetem a um saudosismo gostoso de sentir e valem a pena o que está sendo visto em tela.

Contudo, pelo sentimento de franquia artificial existente em Goosebumps 2, faz com que esse filme apenas seja um sucesso para os antigos fãs da franquia, o tema de Halloween presente com enfeites de bruxas, múmias, vampiros e entre outros ganhando vida, te deixa completamente animado como se estivesse conhecendo aquilo agora, com o nível de descrença no máximo, Goosebumps 2 acertou os velhos fãs em cheio e ainda remete aos velhos tempos de criança quando foram apresentados a saga de livros e séries, mesmo assim, é uma incógnita dizer se a nova geração irá abraçar Goosebumps, a visão deles é diferente, e pode trazer uma rejeição grande quanto assistido ou pela artificialidade da produção, pode até agradar, dependendo da cabeça de cada, a conclusão é que, se você gostou do primeiro filme, “talvez” você goste da sequência.

Madison Iseman, Jeremy Ray Taylor e Caleel Harris em Goosebumps 2 – Halloween Assombrado

Mantendo os temperos

Goosebumps 2 – Halloween Assombrado mantém o que foi visto no primeiro filme e conquista os velhos e talvez os novos fãs, com um final aberto para novas produções, pode trazer um ar de que essa pode ser a mais nova franquia dos cinemas, mas os grandes buracos na história e um roteiro fraco que duvide a existência do mesmo mostra o nível de forçação que ele passa e desagrada muito em alguns pontos, trazendo o pensamento que ele só agrada por ser Goosebumps e relembrar a série de televisão da década de noventa, com tudo isso, conclui-se que esse filme é um gigante ponto de interrogação que carrega a pergunta: Era realmente necessário uma sequência?