Comic Girls é um anime de comédia com slice of life. Foi lançado no dia 5 de abril na Crunchyroll durante a Temporada de Primavera 2018, e terminou no dia 21 de junho, com 12 episódios.

VEJA TAMBÉM NOSSO PRIMEIRO GOLE

A produção ficou por conta do estúdio Nexus, mesmo do Wakaba*Girl e Rakudai Kishi no Cavalry e o diretor do anime é o Yoshinobu Tokumoto, que já dirigiu alguns episódios de Re:Zero e alguns outros animes.

Comic Girls é a adaptação de um mangá de mesmo nome, no estilo 4-koma (uma tirinha). É escrito e desenhado pela Hanzawa Kaori. O mangá está em andamento desde 2014.

Comic Girls
Comic Girls (Pôster Divulgação)

Moeta Kaoruko, ou Kaos

O anime conta a história de Moeta Kaoruko, ou Kaos (pseudônimo), uma mangaká iniciante, de 15 anos, que vai para um dormitório só de mangakás para aprender e evoluir, e assim conseguir publicar sua primeira série.

Nesse dormitório, Kaos conhece mais três garotas mangakás, uma iniciante igual a ela, e duas que já tem séries publicadas. E a história segue contando o dia a dia dessas quatro amigas, e os sufocos de serem estudantes e mangakás ao mesmo tempo.

Kaos tem 15 anos, mas tem cara de 12 anos. Seus mangás sempre envolvem slice of life. Ela é a que tem mais dificuldade na produção de uma obra. Não consegue achar a melhor história, nem o melhor traço. Enquanto vê as outras meninas progredindo, Kaos acaba se diminuindo cada vez mais. É extremamente insegura, e isso acaba a tornando extremamente desajeitada. Mas de todas as garotas, é a menos interessante. O fato dela estar sempre chorando, gritando, ou fazendo besteira pode acabar a tornando um tanto chata. Mas eu entendo que é bom explorar personagens com dificuldades e inseguros.

Comic Girls (Imagem Divulgação)

Das outras personagens…

Koizuka Koyume também tem 15 anos e é a outra novata que vai para o dormitório. Seu estilo de mangá é o Shoujo. As garotas que Koyume desenha são lindas, mas quando se trata dos meninos, ela não consegue, e tudo o que desenha é bem feio e genérico, e sua editora acredita que é porque ela nunca se apaixonou. Koyume ama doces e roupas fofas. Ela é bem talentosa e prestativa, ajudando direto suas senpais em seus respectivos mangás.

Katsuki Tsubasa, ou Wing V, tem 15 anos, e já possui uma obra shounen em publicação. Ela é tão focada em seu trabalho que, às vezes, ela faz cosplay de seu personagem e atua como se fosse ele para ter mais inspiração. Ela sempre ajuda as novatas, e nunca se importa com isso. Tsubasa encanta muitas meninas por sua aparência e jeito, mas ela não se sente incomodada com isso.

Irokawa Ruki também tem 15 anos e seu pseudônimo é Bakunyuu♥Himeko, que traduzindo seria “Peitos Grandes♥Pequena Princesa”. Ruki queria escrever mangás Shoujo, mas seu traço é muito adulto, então acabou na área dos mangás eróticos. Ela tem vergonha, mas é muito boa no que faz. Ela se arrepende um pouco de seu pseudônimo, já que ela não tem peitos grandes e pensa que está mentindo para suas leitoras (isso é um complexo para ela). Ruki nem deixa suas colegas te ajudarem com os manuscritos, já que tem muitas cenas inapropriadas. Por mais que tenha 15 anos, Ruki parece ser a mais madura ali, e inclusive é minha personagem favorita.

Fora essas quatro, outras personagens femininas aparecem ao longo do anime (não tem homens no “elenco”).

A Química

As quatro juntas têm uma boa química, e funciona perfeitamente cada uma ser de um jeitinho. Esse anime vai além de mangás, tendo como um dos temas principais a amizade, que nesse caso é bem importante. Mas o quesito de mangás é abordado de forma mais rasa. Mas tem vários momentos em que elas estão desenhando, falando com a editora, se ajudando a cumprir prazos e a superar obstáculos e conflitos internos.

O final do anime foi muito bom, e não deixou a desejar. Mas o episódio 11 parece muito o final do anime, e talvez teria sido melhor acabar daquele jeito. Mas vai de pessoa para pessoa.

Comic Girls
Comic Girls (Imagem Divulgação)

Veredito

O traço do anime é muito bonito, tanto cenário quanto as personagens. Por mais que se pareça com o mangá, imagino que deram uma boa caprichada na hora de animar.

A abertura mostra o cotidiano das garotas e é cantada pelas seiyuus das principais, como já é bem de costume em animes com várias garotas principais, e se chama “Memories”. O encerramento também é cantado por elas, e se chama “Namida wa Misenai” e não tem muita coisa visualmente.

Comic Girls é uma história bem leve e divertida. Dá para assistir de uma vez só e não cansar. Recomendo para aqueles que gostam da temática de mangás principalmente, e também para quem estiver procurando um slice que não seja muito parado.

ASSISTA AGORA NA CRUNCHYROLL

REVIEW
Comic Girls
Artigo anteriorNovo nendoroid da Zero Two é muito fofo!
Próximo artigoIchigo, Rukia e Aizen serão personagens jogáveis em Jump Force
Nanossauro
Sou aquela pessoa que gosta de ouvir uma música clássica seguida de uma abertura de anime. Que adora finais tristes, e histórias bizarras que ninguém entende. Que joga videogame desde sempre e nunca fica boa. A pessoa que tem dificuldade para falar de si mesma, e demorou quase quatro meses para escrever só 55 palavras.