Olá! Chell aqui, quanto tempo!

Confira também nosso ESPECIAL COSPLAY do Anime Summer Plus 2015

Venho aqui hoje para trazer comentários sobre o evento Anime Summer Plus 2015, ocorrido nos dias 17 e 18 de Outubro de 2015, na cidade de Santos/SP, no qual estive presente dia 18. Para quem não conhece, o evento Anime Summer, organizado pela Yamato Corporation na Baixada Santista desde 2007 – inicialmente em Santos, mas que durante alguns anos migrou para São Vicente – ganhou, a partir de 2010, uma edição de primavera, o Anime Summer Plus, a exemplo de outros eventos (como é o caso do Anime Friends e o Ressaca Friends, por exemplo). Dessa forma, o Anime Summer Plus é um dos grandes eventos da Yamato no estado de São Paulo, e conta com as atrações e estandes tradicionais, salas temáticas, campeonatos, convidados especiais, caravanas, e todo o formato já conhecido dos eventos de anime organizados pela empresa.

Essa edição em particular contou, entre suas grandes atrações, com a presença de convidados como o dublador Marcelo Campos – dublador de Trunks (Dragon Ball Z), Yugi (Yu-Gi-Oh!), Mu de Áries (Cavaleiros do Zodíaco) e Edward Elric (Full Metal Alchemist), entre tantos outros personagens de anime – e diversos youtubers, incluindo Rafael Lange, o “Cellbit”, ambos tirando fotos e distribuindo autógrafos. Ainda nos games, contou, entre outras atrações, com um torneio do popular MMO League of Legends com prêmio em dinheiro. O concurso de cosplay contou uma vaga para a seletiva nacional do World Cosplay Summit 2015, isto é, o maior evento de cosplays do mundo, organizado anualmente no Japão.

 

Nessa edição, teve espaço para os fãs de anime, mangá e games, mas também de esportes – como beisebol e ping pong, – de card games, j-fashion, Harry Potter, k-pop, cultura medieval e ilustrações, além de youtubers, cosplayers e artistas em geral. Estiveram presentes as bandas cover Ryujin e Smash Bros, cantando temas de anime e games. O sábado contou ainda com o Zombie Walk, para os fãs da temática. Dentre os jogos, teve Call of Duty Ghosts, Fifa 15, J-Stars Victory, Mortal Kombat, Naruto Revolutions, Ultra Street Fighter IV, U. Marvel Vs Camcom 3, Counter Strike: Global Offensive, além de League of Legends, e do já tradicional Just Dance, além da sala PSParty. Para os fãs de boffering, teve ainda a presença do grupo Berserk Batalha Medieval, de São Vicente/SP. Dentre outras atividades, também teve espaço para atividades tradicionais como anime bingo e animekê, e para o novo Artists Alley, com a presença de vários ilustradores da região.

A variedade dos estandes também era grande. Houveram os estandes típicos de variedades, como bottons, canecas, toucas, plaquinhas, carteiras, cadernos, camisetas, e acessórios diversos, mas também vários estandes de figures, acessórios para cosplay, produtos de j-pop e k-pop, jogos de tabuleiro, comida importada da Ásia, dentre outros. A editora NewPop também esteve presente, como de costume. A parte de alimentos também contou com bastante variedade – além da presença da Umai, empresa da bebida Mupy, o evento contou com estandes de Cup Noddles, bebidas, e lanches diversos.

Para os cosplayers presentes no evento, essa edição contou, como novidade, com um vestiário – que, infelizmente, eu e muitas outras pessoas não conseguimos encontrar até pela falta de sinalização, mas dizia-se estar impecável. O evento contou ainda com o tradicional espaço para fotos da Otaku Company. Apresentações de cosplays ocorreram nos dois dias, nas categorias usuais – Tradicional e Livre, individual e em grupo, bem como desfile. No domingo, dia 18, ocorreu ainda, para as duplas participantes na modalidade tradicional, a seletiva regional para o WCS 2015; quem conquistou a vaga foram as Chung Twins, com cosplay de Anon e Kanon, de Vocaloid.

Estive presente no evento no dia 18, domingo, tirando as fotos dos cosplays presentes nesse post. (Para o relato completo da minha experiência, conferir a [cobertura do blog Not Loli!.) Ocorrido no grande salão do Mendes Convention Center, no coração da cidade, o espaço conseguiu acomodar essa variedade de atrações sem lotar. Pude me sentar próxima ao palco para conferir a maior parte das atrações do dia, que contou, em sequência, com o Anime Bingo, o Animeke, a palestra do dublador Marcelo Campos, o concurso de cosplay, a fala do youtuber Neco Nery, a presença da banda Smash Bros, e a premiação do concurso cosplay. Apesar de não ter ficado o dia todo – o evento terminou por volta das 19h – pude conferir a maior parte dessas atrações. O cronograma, no entanto, era apertado, e com isso houveram vários atrasos já no começo do dia: Com muitas inscrições para o Animeke, a palestra de Marcelo Campos começou atrasada, e durou mais que o previsto. O atraso grande – de cerca de 1h – para a entrada dos cosplayers gerou muitos comentários de desaprovação, mas a apresentação não demorou muito, e o cronograma pode seguir sem grandes alterações após tais contratempos.

Confesso que me surpreendi positivamente com o público. Apesar de, sim, ter um ou outro engraçadinho (por exemplo, sofri assédio na frente de um segurança, e não tive apoio nessa hora) o público era composto por bastante gente maior de idade e famílias, e nesse sentido, pude me sentir confortável transitando pelo espaço na maior parte do tempo. O público não chegou a lotar o espaço, que estava fácil de transitar, e os cosplayers foram bastante receptivos quando pedia para tirar fotos, assim como bastante gente veio pedir educadamente para tirar foto comigo. Teorizo que o preço do evento – R$25 adiantado, R$30 na porta, salgado para padrões de evento regional – acaba também selecionando o público; quem vai acaba sendo só quem realmente tem interesse nas atrações que o evento tem a oferecer.

O espaço também estava saudável em termos de limpeza. Haviam banheiros com um tamanho bom perto da praça de alimentação, e apesar da falta de lixeiras, não encontrei muito lixo espalhado pelo chão do evento. Também tinham cadeiras vazias pelo evento durante todo o dia – ao contrário de muitos eventos grandes, era possível parar para descansar a todo tempo. A comida dentro do evento não estava barata, mas felizmente o local era bem próximo de restaurantes e até mesmo de um hipermercado, pra que ninguém precisasse sentir fome.

Anime Summer 2015-4

Com tudo isso, o evento foi bastante divertido, volta e meia pecando apenas em um ponto crucial: organização. Quanto à orientação, faltava staff para dar informações, assim como um mapa com as localizações de cada atração. Tudo ficava um pouco jogado, e penso que o evento poderia ter sido melhor aproveitado se houvesse, simplesmente, maior cuidado no sentido da organização. A segurança, por exemplo, “pecou” comigo em dois momentos – no momento do assédio relatado acima, bem como na revista; da primeira vez que passei pela revista, entrei com um objeto pontiagudo, uma tesoura, que não me lembrava que tinha guardada. Apenas da segunda vez que entrei, depois de pegar a tesoura e jogar na bolsa, os seguranças se deram conta e me fizeram deixar o objeto com eles. Acredito sim que eles se mobilizariam em uma situação mais grave, mas, ainda assim, fiquei em estado de alerta. Dessa forma, penso que poderiam ter despendido maiores esforços quanto à experiência do visitante.

A comunicação com o público após o evento também tem sido falha. Até a presente data, uma semana após o evento, ainda não foram divulgadas as fotos tiradas com Marcelo Campos, nem tampouco as fotos de cosplayers tiradas pela empresa Otaku Company. Também não foram divulgados os ganhadores da vaga para o WCS na página da Yamato Cosplay, por exemplo, dentre outras falhas na comunicação com os frequentadores, que penso ser um ponto importante da organização de qualquer evento de tal porte.

Apesar de tais contratempos, penso que minha experiência pessoal foi muito positiva. Com a variedade de coisas que tinha para se fazer – algo que só os eventos de grande porte podem proporcionar, como é o caso da maioria dos eventos organizados pela Yamato – pude curtir diversas atrações do evento e não ficar parada em nenhum momento. Se haviam poucas atrações voltadas para os fãs anime especificamente – havia a sala de exibição e alguns estandes, apenas – não faltavam opções de entretenimento diversas para compensar, como tem sido com tantos eventos de “anime”, então nada a questionar aqui. Em suma, gostei bastante da oportunidade de cobrir este evento, e espero poder retornar ano que vem. Obrigada, e até mais!~

cartaz-asp15
Anime Summer cartaz