Cantor WOODZ, ex integrante dos grupos UNIQ e X1
Imagem via: Koreaboo
Anúncio

Ao contrário do que muitos pensam, a vida como idol não é nem um pouco fácil, nos últimos anos cada vez mais artistas se abrem sobre as dificuldades da indústria e seus transtornos mentais. Desta vez o artista WOODZ fala sobre as dificuldades que encontrou ao longo da sua carreira.

Aviso: a matéria a seguir pode conter gatilhos sobre depressão, suicídio e transtorno bipolar.

Bem-vindo ao meu lado B

No novo documentário Welcome To My Baverse, um grupo de idols se reúne para mostrar um novo lado de si mesmos e falar sobre suas opiniões e experiências sobre a indústria de K-Pop. Durante o teaser foi revelado que Cho Seungyoun (WOODZ), I.M (MONSTA X) e SUMIN são os primeiros participantes.

Depois que o trailer foi lançado, algumas pessoas ficaram especialmente comovidas pelas declarações corajosas do WOODZ sobre como tudo que ele passou  nos últimos anos afetaram sua saúde mental.

Primeiramente ele explicou “Não começou como depressão e sim como transtorno bipolar”. Logo em seguida, Seungyoun chocou milhares de fãs quando diz em vídeo mostrado “Falando honestamente, essa música é sobre suicídio.”

Apesar de no vídeo não ficar claro sobre qual música ele estava falando, fãs especulam que se trata do single meaninglesspor conta do que ele havia mencionado anteriormente em entrevista para a STATUS Magazine.

Anúncio

Meaningless era como meu diário. Na letra eu usei notas que escrevi quando não conseguia encontrar uma razão para viver e tentei passar isso através da música”

Sua carreira musical

WOODZ não teve uma carreira muito estável, mas isso não foi sua culpa. Seu primeiro debut foi no grupo UNIQ, uma colaboração entre as empresas YG Entertainment Yuehua Entertainment em 2014. Eles tiveram várias músicas de sucesso, incluindo sua faixa mais famosa EOEO.

No entanto, uma disputa relacionada às restrições impostas às empresas coreanas que promoviam na China em 2016 os deixou em uma posição complicada, fazendo com que as atividades do grupo fossem interrompidas em 2018. Porém, mesmo com este período de inatividade, WOODZ continuou seguindo com diversos projetos individuais, testando diferentes nomes como Luizy, Luizinho e FLOO.

Posteriormente, WOODZ pareceu ter um grande avanço em 2019, quando apareceu em um programa de sobrevivência chamado PRODUCE X 101, usando seu nome completo pela primeira vez. Ficando em quinto lugar na final do programa ele finalmente debutou outra vez com o grupo X1.

Então, tudo foi arruinado novamente quando controvérsias sobre o programa causaram o disband do grupo apenas meio ano depois do seu debute.

Após esse desastre, Seungyoun retornou novamente a sua carreira como artista solo. Ele lançou dois álbuns de sucesso, WOOPS! e EQUAL, ambos atingindo, respectivamente, a quarta e segunda posição nas paradas músicais do Gaon.

Para acompanhar mais sobre a história do WOODZ você pode assistir o trailer para o documentário Welcome To My Baverse e o seu episódio individual que vai ser lançado no dia 28 de agosto no canal do Baverse Studio.

Centro de Valorização da Vida
O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, email, chat e voip 24 horas todos os dias. A ligação para o CVV em parceria com o SUS, por meio do número 188, são gratuitas a partir de qualquer linha telefônica fixa ou celular. Também é possível acessar o site do CVV para chat, Skype, e-mail e mais informações sobre ligação gratuita, ou conferir aqui os postos de atendimento.

Anúncio