No meio da semana começou a jornada que muitos sonhavam, a de se tornar um Mestre Pokémon. Não tenho como descrever a experiência sem falar de como esses monstrinhos marcaram minha geração e continuam a marcar as novas. Quem aí está jogando Pokémon Go? 

Razer lança aplicativo social para Pokémon GO

Acompanhamos o lançamento do anime de Pokémon na TV brasileira, o mistério do episódio que causou epilepsia na criançada, a febre das cartas, os games, os brindes do guaraná, dos salgadinhos… até hoje quando sinto cheiro de salgadinho me lembro desta época. Hoje temos as cartas, animes, games e muitos outros produtos que acompanham as novas gerações.

Nostalgia através das gerações

A Niantic e a Nintendo foram mestres nessa jogada. A mistura do novo conceito de jogabilidade com os personagens nostálgicos conseguiram fazer parar o mundo com Pokémon Go – desde os mais velhos até as crianças – e trazer muitos novos fãs. Até a galera que reclama que é coisa de criança está viciando.

Hoje, quando saí na rua para pegar Pokémon, tive uma experiência completamente nova. Primeiro a ansiedade – “ai meu Deus…cadê” – e depois a alegria de finalmente encontrar um Pokémon. Até fiz alguns metros a mais de caminhada só pra chocar um ovo!

Interatividade Social

O interessante era encontrar outras pessoas jogando Pokémon Go. Teve marmanjo, teve criança, pais, filhos e até alguns “vovôs”. Só de observar você sabia o que eles estavam fazendo e eles sabiam que você também estava jogando. É algo engraçado de explicar – uma troca de olhares, um sorriso no rosto e a sensação “mano… o que a gente tá fazendo… que daora!”.

Vi pessoas que não se conheciam ajudando umas às outras com dicas sobre o jogo. Saímos em grupo com os amigos no intervalo da faculdade para caçar Pokémon. As vezes algum colega passava empolgado pelo corredor com um aviso “ow, tem tal Pokémon raro ali, corre!”. Sabe, acima de tudo, o app conecta as pessoas e entrega a sensação que todo fã de Pokémon queria: a de viver uma aventura com os amigos. Lógico, sentimos falta de algumas funcionalidades como a troca e a batalha com os amigos por exemplo, mas vamos com calma. Estas funcionalidades podem vir com as atualizações.

Cuidado e Consciência

Não presenciei nenhum evento ruim. Não fui assaltada, não cai no rio, nem no bueiro, nem atravessei a rua sem olhar. No fundo é uma questão de consciência galera – a vida de vocês é mais importante que qualquer app. Infelizmente, existem pessoas ruins que se aproveitam da situação assim como tem gente ruim se aproveitando de qualquer situação. Então sejam atentos.

Valem algumas dicas: Motorista, não use o app dirigindo… você pode atropelar outro treinador Pokémon! Você, treinador pedestre, espera dois segundos e olhe para atravessar a rua. São coisas que já sabemos – ou deveríamos saber – e vale pra qualquer app e celular.

É isso Galera! Espero que o primeiro dia desta jornada tenha sido tão bom para vocês quanto foi pra mim. Aproveitem, divirtam-se e façam novos amiguinhos nerds, mas sempre com juízo!