Anúncio

Minha Experiência Lésbica com a Solidão é um mangá escrito e ilustrado pela Kabi Nagata, que o lançou no site Pixiv.net. Posteriormente, em 2016, foi impresso pela East Press. No Brasil, o mangá foi publicado pela NewPOP Editora em 2019.

Essa é uma obra autobiográfica, onde Nagata conta suas experiências e dilemas de uma certa época de sua vida.

Além desse título, Nagata tem outros autobiográficos, como “My Solo Exchange Diary”, uma sequência espiritual de Minha Experiência Lésbica, e “My Alcoholic Escape from Reality”.

A difícil trajetória de Nagata

O mangá começa com Nagata aos 28 anos, em um quarto de um motel com uma prostituta lésbica. Mas, antes de mostrar como essa situação termina, ela volta 10 anos para quando seus problemas de verdade começaram. Vai seguindo na história até chegar nesse momento do início.

Sua fase na escola foi ótima, mas após se formar no colegial, sua vida começou a perder o rumo. Largou a faculdade em apenas um semestre, e logo descobriu que estava com depressão e anorexia, que se transformou em um transtorno de compulsão alimentar.

Sem estudar, Nagata começa a ficar ansiosa, como se não tivesse um lugar ao qual pertencesse. Isso a faz buscar um emprego, mas a vida profissional não será nada fácil.

Anúncio

A partir deste ponto, Nagata conta, sem censura, suas piores fases e como seus transtornos a afetaram por 10 anos e ainda a afetam. Sempre em busca do pertencimento e do seu “eu” de verdade.

Minha Experiência Lésbica com a Solidão
Imagem Divulgação

Descobertas, autoaceitação e liberdade

Minha Experiência Lésbica não é uma leitura fácil. Por mais que a arte seja bonitinha (vamos falar sobre isso mais adiante), a história é densa, pesada e pode despertar gatilhos.

Mas, ao mesmo tempo, a autora trabalha bem o humor. Apesar de estar lendo algo difícil, ela consegue arrancar uma risadinha, mesmo que seja de tristeza (se é que isso faz sentido).

Sociedade, regras, obrigações, depressão, ansiedade, transtorno alimentar, automutilação, homossexualidade, julgamento, pressão, autodescoberta… Você encontra tudo isso e muito mais nessa obra.

Nagata percebe que não está nos padrões que a sociedade e seus próprios pais desejam e esperam dela. De repente, ela se vê com uma lista de obrigações desnecessárias que servem apenas para padronizar as pessoas e fazer com que todas sigam a mesma rota. E ela se julga muito por isso, por não corresponder às expectativas, passando dificuldade para se expor, expor seus sentimentos e até pedir ajuda.

A cada página virada, nossa protagonista vai se afundando mais e mais, parecendo impossível ressurgir. Mas essa é a mensagem positiva do mangá. Mesmo no fim do poço, ainda é possível subir à superfície.

E isso acontece exatamente quando Nagata começa a se descobrir, se entender e, principalmente, se aceitar como é. É um carinho na cabeça depois de tantos socos no estômago.

Minha Experiência Lésbica com a Solidão
Imagem Divulgação

Identificação com a história

Conforme a própria Nagata faz reflexões sobre sua vida, nós, leitores, automaticamente fazemos também. Isso se intensifica se você tiver passado ou ainda está passando pelo mesmo que ela (prepare os lencinhos para as lágrimas).

Quem nunca sentiu que não tem um lugar ao qual pertence? Ou se sentiu mal por não seguir o que os pais desejavam? Ou, então, por não ser “normal” perante os olhos da sociedade?

Todos enfrentamos desafios diários e sempre surgem barreiras para nos impedir de continuar, para nos impedir de ser quem realmente somos de verdade. Mas vai depender de cada um quebrar essa barreira ou não.

A arte da obra

Como disse anteriormente, a arte de Nagata é meiga, fofa, divertida. Para dar um toque especial ao seu traço único, há pinceladas de rosa no meio do preto e branco.

Para complementar ainda mais a ilustração, a autora faz vários desenhos para representar os seus sentimentos naquele momento. Fica mais fácil de entender como ela estava se sentindo ali, dando ainda mais peso para seus relatos.

Minha Experiência Lésbica com a Solidão vale a pena?

Essa é uma obra densa, angustiante e até sufocante em alguns momentos, mas deixa boas reflexões sobre a sociedade e nós mesmos. Uma leitura rápida, fluida e extremamente importante.

Minha Experiência Lésbica com a Solidão trata de temas difíceis com coragem, pois não é fácil expor tudo o que Nagata nos conta. Vale muito a leitura!

Minha Experiência Lésbica com a Solidão
Imagem Divulgação

COMPRE AGORA NA AMAZON

Anúncio