Anúncio

Por esse título ninguém esperava! Sério mesmo, pelo menos não achei que a JBC iria apostar em um título assim…

Não que o mangá não vale a pena, nada disso, é que não é um título que teve um hype grande por aqui, nem na internet e são 10 volumes!

A editora JBC está ‘ousada’ (hahaha), mas eu gosto assim! Enfim, fui comprar esse mangá ‘nas cegas’ e resolvi ler sem ter ideia do que realmente era, só para não ser influenciado para essas primeiras impressões! Confesso que foi uma experiência massa! Agora, vale a pena comprar? Vamos lá:

Sinopse: Yuuhi Amamiya é o improvável protagonista da história, um universitário desinteressado que recebe a missão de ajudar a ‘princesa’ a salvar a Terra (missão dada por um lagarto falante). Mas o ‘cavaleiro’ do lagarto terá grandes obstáculos pela frente, sem contar sua própria inabilidade e falta de vontade, com o pequeno detalhe que, caso falhe, o planeta será esmagado por um martelo gigante, cuja sombra se projeta pelos céus.

Entendeu?! Exato! Isso é ‘Lúcifer e o Martelo’… Totalmente nonsense! A história começa bem ‘do nada’, o protagonista Yuuhi Amamiya está de boa no seu quarto quando surge um lagarto (do nada) e pede para ele salvar o mundo e proteger uma princesa… E essa princesa? Logo somos apresentados a ela e, de todos da trama, é a personagem mais interessante, pelo menos nesse primeiro volume.
Como todo bom shonen, a história é vivida por um grupo de amigos que tentam salvar o mundo (ou algo parecido), mas no caso de ‘Lúcifer’, é um pouco diferente… A missão da princesa é proteger a Terra, mas ela quer fazer isso para destruir a Terra (?). Loucura não?! Sua justificativa é a seguinte: Ela gosta muito do planeta então, se alguém for destruir, que seja ela! Hmmm… Plausível… E qual a ameaça que vai destruir tudo? Um martelo gigante que está vindo do céu! E que só pode ver visto pelos cavaleiros escolhidos (como nosso protagonista, o cavaleiro lagarto). Eu disse que era loucura!

Sobre os personagens, foi o que comentei logo acima, a princesa e sua mudança de personalidade constante (tem outras que ela é boazinha e, de repente, quer destruir tudo) é a personagem mais interessante da trama, pelo menos até agora e, digo mais, é única que realmente vale a pena. O Yuuhi Amamiya é até legal, seu jeitão desanimado até arranca umas risadas  e tal… Mas ele é o típico personagem que já vimos em 1 milhão de mangás! Então acaba não ganhando o coração da galera, pelo menos foi assim comigo. Então temos uma história engraçada, com potencial (para quem gosta de nonsense), mas com um protagonista que deixa a desejar…

A arte é boa! Sim, ela é simples porem cativante! Então é um ponto positivo para o autor Satoshi Mizukami. O visual dos monstros que são enfrentados na série é bem legal (entenda engraçado)!

Sobre o roteiro, ai é um divisor de águas… ‘Lúcifer e o Martelo’ tem uma ideia massa! Eu gosto de nonsense, de verdade, mas achei um pouco ‘maçante’ de ler.. Quando penso em obras nonsense, penso em algo como ‘Furi Kuri’, o começo de ‘Kattekyo Hitman Reborn’ ou o recente ‘Kill la Kill’. O que todos tem em comum? Velocidade nos acontecimentos! Acredito que para uma história nonsense fluir naturalmente, os acontecimentos (assim como as piadas) devem ser bem dinâmicas e ‘do nada’ e, em Lúcifer e o Martelo, as coisas demoram para acontecer. Isso deixa a leitura um pouco ‘chatinha’, mas é só o primeiro volume, como comentei, a história tem potencial sim.

Então vale ou não vale a pena comprar? Ai que tá! ‘Lúcifer e o Martelo’ tem um história legal (contada bem devagar) e com potencial. Tem um protagonista ‘mais ou menos’ e um traço bacana. Mas não é de longe o melhor shonen sendo publicado por aqui. Em julho teremos o lançamento de Magi pela própria JBC, teremos também Ansatsu Kyoushitsu e Kuroko no Basket pela Panini, 3 shonens de peso! Se você tem grana para comprar tudo isso e ainda sobra um tanto para ‘Lúcifer e o Martelo’, manda ver! Porém, se tiver que escolher, ele nunca vai ser a primeira opção.

‘Lúcifer e o Martelo’ (ou Hoshi no Samidare, no original) é mensal, tem 10 volumes e custa R$13,90. O encadernado é bem legal, tem páginas coloridas e de alta qualidade. Mandou bem JBC!

Bom, é isso ai! Até mais galera, abraço!
Valeu!