Dia 13 é o Dia Mundial do Rock! Ao coisa boa! Então, vamos postar e repostar algumas matérias em homenagem, já que todo mundo aqui é ‘roqueiro marvado’! Depois de pensar um tempo, decidimos começar de que maneira: Apresentando bandas de JRock que foram importantes para nós! Justo né?! Então, vamos lá:

Bellan: Malice Mizer

Não é minha banda preferida do Japão, porém foi a que abriu as portas para eu conhecer diversas outras além das que tocavam nos animes. Bacana citar que lá em meados de 2002, na ascensão do Fotolog e internet banda larga, vi um crescimento bem grande da cultura Visual-Kei por aqui, ainda mais em eventos góticos ou mesmo em eventos como a finada ‘Thorns Gothic Rave’. Enfim, seja transportado para a época vitoriana com Au Revoir do Malice Mizer!

Donis: BUCK-TICK

Formada em meados dos anos 80, Buck-Tick é uma das bandas mais antigas em atividade no Japão. Precursora do Visual Kei – Movimento japonês inspirado no Glan Rock Ocidental – a banda é um forte influência no cenário musical oriental. Artistas como Hyde e bandas como L’Arc~em~ciel foram assumidamente influenciados por eles. Uma das principais características da banda é a versatilidade que apresenta ao explorar diferentes estilos musicais – do punk ao pop – sem perder a identidade, com um baixo bem trabalhado e uma pegada mais dark. Uma das minhas músicas favoritas dos caras é “Dress” do álbum “Darker than Darkness”. A música, lançada em 1993, foi posteriormente utilizada como tema de abertura do anime “Trinity Blood”(2005).

Chell: Nightmare

Como muita gente, eu fiquei sabendo da existência deles por causa de Death Note lá pelos idos de 2006, e na época sabia bem que existia j-rock e visual kei, mas não tinha nenhuma banda que me interessasse muito. Nightmare foi a banda que chegou dando uma voadora nos meus preconceitos e fazendo eu me sentir que nem uma daquelas fãs alucinadas do Gackt que conheciam não só todos os CDs e músicas como também todos os fansites na internet e vídeos de fanservice. Existe um negócio na vida de que todo fã de Nightmare é um fã de Nightmare pra sempre, então volta e meia eu volto a ouvi-los e concluir que eles são ótimos, desculpa, sociedade.

*ps: É difícil dizer qual a minha música favorita, porque o estilo deles é versátil e eu poderia citar pelo menos uma para cada album, mas fiquem com a clássica Criminal Baby!

Aline: L’Arc~en~Ciel 

Como muitos, meu primeiro contato com a música japonesa foi através de animes. Eu já sabia de cor muitas canções e já era muito fã de alguns artistas, mas assistindo Samurai X nas velhas madrugadas do Cartoon Network, foi que descobri L’Arc~en~Ciel com ‘the Fourth Avenue Café’. Já era uma música muito bem produzida, ainda mais pelo apelo que Samurai X tinha fora da Ásia. Explorei tudo que podia da banda na Internet. Foi amor à primeira vista. Na época não existiam tantas fontes de JPop e JRock como hoje, então eu guardava tudo que podia sobre os membros da banda: hyde, tetsu, yukihiro e ken. Anos mais tarde, a banda me presenteia com a música que mais amo entre todas da minha vida: DAYBREAK’S BELL. Em 2015 não pude perder a oportunidade de conhecer o vocalista, em sua visita única com a banda VAMPS ao Brasil. As lágrimas de felicidade ao realizar o sonho ver ao vivo, tocar e interagir com HYDE certamente marcam o dia mais feliz da minha vida.

http://www.dailymotion.com/video/xbnzmz_l-arc-en-ciel-daybreak-s-bell-legen_music