Uma viagem em ‘O Mundo de Tim Burton’

0 comentários

Texto por Thais

Olá gente! Eu sou a Thais, acompanho o SUCO desde o comecinho dele e sou amiga do #DONIS e do #BELLAN! Vou contar a vocês tudo sobre a exposição O Mundo de Tim Burton do MIS – Museu da Imagem e do Som de São Paulo. Se você pretende ir à exposição e não quer ter nenhum “spoiler” sobre ela, te aconselho a não ler meu texto até o final hahah Mas a parte inicial está liberada, pois vou dar várias dicas sobre como chegar, como são as filas, retirada de ingressos e outras coisas que podem melhorar sua experiência na exposição.

Eu fui para o MIS de Uber, porém há um ponto de ônibus bem ao lado da entrada para a exposição, o que facilita muito o acesso para quem nunca foi até lá. Aconselho aos que utilizam o Spotify ou que querem experimentar o app a levarem fones de ouvido pois o perfil do MIS no app disponibilizou algumas playlists temáticas para serem ouvidas ao longo da sua visita a exposição, os que não puderem levar fones ou esquecerem é só pedir no balcão de informações que eles emprestam sem problemas.

Um fato importante, não é permitido entrar de mochila na exposição, vi diversas pessoas deixando as mochilas no guarda-volumes, que acredito ser pago, mas não sei informar o valor exato. Também não é permitido fotografar os filmar dentro da exposição, por favor respeitem, na minha visita não vi ninguém fotografando, mas acredito que gere uma situação constrangedora, pois há diversos staffs ao longo da exposição que verão se alguém infringir as regras.

Os fanáticos se divertem

Logo quando você chega no MIS a sua direita é possível ver o estande de vendas oficiais, lá vocês encontrarão diversos tipos de souvenirs como canetas, lápis, marcas páginas, postais, moleskines, camisetas, botons e etc, os preços variam bastante mas de modo geral vão de R$3,00 (postal) a R$80,00 (o livro oficial da expo). Mais a frente você encontrará a fila para entrar no MIS (que não era nem uma fila quando cheguei – faltando 15 minutos para o horário do meu ingresso – e sim um lugar onde as pessoas passavam, se informavam e seguiam em frente rapidamente), lá estarão os staffs dando as instruções para quem chega. A sua esquerda estará uma mesa com uma placa escrito “Retirada de Ingressos”, lá os que compraram o ingresso pela internet retiram o ingresso oficial e os que compraram meia entrada apresentam os documentos que compravam ela e recebem um carimbo comprovando a meia, não precisando mais apresentar na entrada da exposição nenhum documento a não ser o ingresso/QR code gerado (se você comprou pelo app do ingresso rápido).

Ao lado da fila para a tão esperada entrada oficial de ‘O Mundo de Tim Burton‘, fica o guarda volumes e no balcão dele ficam os folders da exposição, que além de conter as introduções para cada sessão da exposição (essas introduções também estarão nas paredes que antecedem cada sessão da expo), contém um cupom com uma raspadinha do Spotify que pode te presentear com um mês de conta premium no app. Também nesse espaço que antecede a entrada da expo existe uma loja de livros, dvds, posters entre outras coisas, se você for levar um dinheirinho para gastar lá, entre nessa loja! Hahah O DVD do Peixe Grande estava por 15 reais e haviam muitos outros de filmes do Tim Burton por preços acessíveis, inclusive eles estavam vendendo o livro do tim ‘O Triste Fim do Pequeno Menino Ostra e Outras Histórias’ por R$30,00.

Para quem ainda não conseguiu adquirir seu ingresso para a exposição, as terças e domingos, chegando cedo, você consegue comprar ingressos para o dia por um preço melhor que o do site, também me informaram (não sei se é oficial) que em março a exposição ficará aberta 24hrs ajudando todos a irem visitá-la.

O Mundo de Tim Burton (Imagem Divulgação)

O Mundo de Tim Burton (Imagem Divulgação)

A Fantástica Exposição

Na fila para entrar na expo ‘O Mundo de Tim Burton’, um staff passa as informações mais importantes como a de que para aproveitar melhor a exposição é aconselhado subir até o segundo andar e começar a apreciar a expo de lá para baixo (no início você não entende muito bem o porque disso, mas quando chegar no segundo piso, você verá hahah), e a de que mesmo na exposição prevalecendo escadas também existem elevadores de acessibilidade para os que precisam, os staffs são muito prestativos em relação a isso.

Logo ao entrar na espiral giratória da porta da exposição você sente um clima completamente novo, a iluminação, as cores, tudo muda dentro de ‘O Mundo de Tim Burton’, logo no início nas escadas para o segundo andar você observa tecidos cobrindo as paredes com diversos pôsteres de antigos filmes de terror que foram inspirações para o Tim a vida toda. Chegando no segundo andar a primeira grande atração é uma grande caixa preta repleta de esculturas de faces do nosso querido Jack Skellington girando rapidamente, tal artifício gera a ilusão de que a cabeça de Jack está mudando de expressão como em uma animação. Nas paredes dessa sala se encontram diversos desenhos que Tim fez ao longo da vida, muitos deles não possuem ligação com algum projeto realizado ou não do diretor, e sim são apenas caricaturas de diversos comportamentos humanos sob as clássicas lentes do humor misturado com o terror, que Tim faz com maestria.

A árvore seca de natal que parece mais saudável que o menino fino, o homem despindo a mulher com os olhos e o casal de namorados apreciando um ao outro – tudo no sentido mais literal possível e com o traço um tanto perturbador do nosso querido diretor – nos fazem rir mesmo de coisas que não riríamos normalmente, esse toque da exposição, de poder observar desenhos livres do Tim nunca antes expostos é o que nos prende a todos os desenhos expostos, por mais simples que alguns possam ser. No segundo andar também há uma sala em homenagem ao projeto Travessuras ou gostosuras, 1980, onde nos sentimos embaixo da mesa de refeição dos monstros do projeto. Após sair da sala “Trick or Treat” encontramos a surpresa que explica a dica de começar a exposição pelo segundo andar, existe um escorregador!!! para acessar o térreo! (onde a exposição continua) há também uma escada ao lado do escorregador, mas é difícil quem opte por ela, até os senhores idosos que estavam atrás de mim desceram pelo escorregador e se divertiram demais.

No térreo, onde fica a maior parte da exposição, se encontram nessa primeira sala após o escorregador, pôsteres de polaroides superdimensionadas que Tim tirou dos bonecos utilizados nos filmes nos cenários deles, em desertos e cenários reais, pinturas a óleo do Tim e mais desenhos de diversos temas como palhaços, a menina azul e o cachorrinho Poppy. Em seguida há mais uma sala com obras pessoais de Tim, alguns autorretratos repletos de melancolia e angústia, e representações de diversos personagens criados por Tim ao longo da sua carreira que se juntaram em The World of Stainboy (O mundo do menino da mancha, 2000).

A próxima sala é dedicada aos heróis da infância de Tim e sua grande admiração por eles, monstros japoneses, cinema expressionista, animações em stop motion, alienígenas, todos representados em suas obras frequentemente.

A sala seguinte é sobre a infância do diretor, toda ambientada atrás do letreiro de Hollywood, Burbank na Califórnia, que foi onde Tim cresceu e começou a desenhar e imaginar seus próprios filmes; As obras nessa sala ficam expostas em instalações semelhantes a casas dos subúrbios americanos. Ainda nessa sala se encontram diversos desenhos e roteiros de projetos que foram ou não concretizados, as ideias iniciais para Edward Mãos de Tesoura, que foram muito modificadas até o que chegar ao que conhecemos e desenhos conceituais de projetos como o Travessuras e gostosuras, 1980.

Na penúltima sala se encontram de um lado dela uma tela de projeção com quatro curtas do diretor que só podem ser assistidos através de lente polarizada, há duas placas de lente polarizada para cada tela, do outro lado da sala há outra tela igual com clipes de bandas como The Killers que foram dirigidos pelo Tim, caso você não consiga assistir os vídeos nessa sala pelo fato de precisar da lente polarizada e muitas pessoas estarem querendo utilizá-la não se desespere, pois no final da exposição existe uma sala de projeção onde são passados todos os curtas presentes na exposição. Nessa mesma sala há mais obras do autor, esculturas em materiais diversos, cachorrinhos assustadores, cérebros com olhos e o primeiro projeto de livro infantil que Tim fez e enviou para o estúdio da Disney, o que recusou o projeto porém o parabenizou pela qualidade do trabalho, diagramação e adequação ao público.

O corredor que liga essa sala à última da exposição possui as paredes repletas de guardanapos de papel com desenhos “improvisados” de Tim feitos enquanto ele esperava por refeições em hotéis e restaurantes, nota-se que ele teve muitas ideias sobre o visual final de seus personagens nos momentos ócio nesses lugares, o que nos prova que não podemos ignorar quando a inspiração vêm até nós! hahah

Nessa ampla última sala se encontra a parte tão esperada reservada à filmografia do diretor, bonecos, maquetes de cenários, os Oompa Loompas da Fantástica Fábrica de Chocolate, os aliens de Marte Ataca!, os simpáticos esqueletos de A Noiva Cadáver, o bicho papão de O Estranho Mundo de Jack, entre outros bonecos que podemos ver na exposição como os de Frankenweenie, desenhos conceituais de Sweeney Todd, Edward Mãos de Tesoura, Batman, Planeta dos Macacos, Alice no País das Maravilhas entre todos os outros filmes realizados pelo diretor. Há também tablets com o livro sobre os filmes do Tim em .pdf, repleto com fotos do cenário, elenco, cenas e making of.

A exposição se encerra com uma grande vitrine com os bonecos de Frakenweenie, parte do cenário do filme e uma cortina com um grande “THE END” estampado. Mal saí de lá (passei duas horas e meia dentro da exposição) e já sinto vontade de ir novamente!

É isso gente, a exposição vai até o dia 15 de maio então todos podem se planejar tranquilamente para ir nela e aproveitar cada minuto, pois é uma experiência maravilhosa, nunca vou me esquecer dessa oportunidade de ver de pertinho o universo do nosso excêntrico e amado diretor.

Espero que gostem como eu gostei (ou ainda mais haha) e me contem nos comentários como foi a experiência de vocês.

Um pouquinho de lá :3

Um pouquinho de lá :3

[ATUALIZAÇÃO – 24/02/16] 

O MIS acaba de divulgar um vídeo sobre os bastidores desta mega exposição que já reuniu mais de 30 mil pessoas. Confira:

O Mundo de Tim Burton

4 de fevereiro a 15 de maio

O MIS é a primeira instituição da América Latina a receber a mostrdo cineasta norte-americano Tim Burton, que explora toda a gama do trabalho criativo de Tim Burton em mais de 500 itens, apresentando desde desenhos da infância até obras de sua carreira consolidada como diretor. A mostra reúne itens raros como esboços, pinturas, storyboards e bonecos que fizeram parte da filmografia do cineasta, além de trabalhos pessoais não realizados que revelam seu talento como artista, ilustrador, fotógrafo e escritor.

Vendas Online

 

BELLAN

O #BELLAN é um nerd assíduo e extremamente sistemático com o que assiste ou lê; Ele vai querer terminar mesmo sendo a pior coisa do mundo. Bizarrices, experimentalismo e obras soturnas, é com ele mesmo.

  • Witchiko Cosplay

    0 513

    Hoje contamos com a presença de uma cosplayer tupiniquim que admiramos muito, e já faz um bom tempo: Witchiko! Confira agora mais um Suco Entrevista inédito






    Veja mais
  • Mandy Candy

    0 3045

    No Suco Entrevista desta semana, conversamos com a Mandy Candy e ela fala pra gente sobre o canal, nerdices e muito mais!






    Veja mais
  • Haru Jiggly

    0 2874

    O Suco Entrevista de hoje é com uma pessoa que admiramos faz muito tempo: Claudia Andriolo, a Haru!






    Veja mais
  • Ingrid Manczur

    0 2480

    Ingrid Manczur nos fala sobre sua paixão por filmes e animes nesta entrevista exclusiva!






    Veja mais
  • Jack Abrão

    2 2076

    Vida pessoal, infância, gostos e diversas outras atividades e hobbies de Jack Abrão!






    Veja mais

APOIO

Crunchyroll
Nuuvem
  • REVIEWS

  • MANTENHA-SE CONECTADO

    ÚLTIMOS POSTS

    Cowboy Bebop | Review
    23 May 20170 comentários

    © 2013 - 2017 Suco de Mangá | Versão 4.0 (Beetlejuice)