melhor cena dramática

Quem aí se emocionou com AQUELA? Unindo o contexto trabalhado na animação e somando a interpretação dos dubladores, selecionamos cinco momentos que marcaram 2015. Sabe quando Goku vira Super Saiyajin pela primeira vez após a morte do Kuririn? Mais ou menos por aí. Confira agora, os indicados na categoria ‘Melhor Cena Dramática’ do Suco Awards!

01. Death Parade

Cena: Composição, música e edição. Com toda certeza foi uma das cenas mais fortes de Death Parade, com a última “dança no gelo” de Chiyuki.
Elenco: Tomoaki Maeno (Decim), Asami Seto (Kurokami no Onna/Chiyuki) e Yuki Hayashi na bela composição.
Referência: Death Parade | Primeiro GoleDeath Parade | Review

02. Owari no Seraph

https://www.youtube.com/watch?v=sbJFG9ZKl6I

Cena: Lutar contra um antigo amigo. Um amigo que você esteve procurando a vida inteira. Com toda certeza esta cena do penúltimo episódio da primeira temporada tocou a todos nós e merece a indicação.
Elenco: Kensho Ono (Mika) e Miyu Irino (Yuu)

03. Tokyo Ghoul Root A

Cena: A controversa segunda temporada de Tokyo Ghoul trouxe algumas deixas bem interessantes e emocionantes, como esta bela execução de Unravel numa tomada contendo o protagonista Kaneki carregando seu melhor amigo Hideyoshi. A direção de fotografia também está de parabéns para esta incrível cena.
Elenco: Natsuki Hanae (Kaneki) e Ling Tosite Sigure com a música Unravel
Referência: Tokyo Ghoul √A | Primeiro GoleTokyo Ghoul √A | ReviewLing Tosite Sigure | Conquistando cada vez mais o público!

04. Noragami Aragoto

Cena: O sacrifício memorável de Yukine na batalha entre Yato e Bishamon
Elenco: Hiroshi Kamiya (Yato), Yuki Kaji (Yukine) e Miyuki Sawashiro (Bishamon)

05. Plastic Memories

Cena: Isla foi protagonista de uma das mortes mais “duras de aceitar” num anime. Isso deve-se a boa construção da personagem e harmonia entre Isla e Tsukasa durante o enredo da animação.
Elenco: Sora Amamiya (Isla) e Yasuaki Takumi (Tsukasa)

Sobre o Suco Awards

O Suco Awards surgiu como uma forma de homenagear e creditar as melhores criações, lançamentos e trabalhos no ano designado. Para esta edição de 2016, deixamos apenas a categoria de ‘Melhor Anime’ em julgo popular, e em todas as outras, a própria equipe do SUCO (e alguns convidados) estarão selecionando e votando em um vencedor. A premissa é de ter pelo menos cinco obras entre os indicados e UM único vencedor. A previsão para divulgação dos resultados está agendada para o fim de março.

Veja também TODAS as outras categorias do Suco Awards

Alguma dúvida ou sugestão? Deixe seu comentário ou envie um e-mail pra gente no: contato@sucodemanga.com.br

  • Não acho que a morte da Isla foi “dura de aceitar” porque era um dado desde o início do anime, desde o primeiro episódio. Mas mesmo assim conseguiram, apesar de eu ter achado o anime como um todo de medíocre a ruim, fazer uma cena final bonita e emotiva (embora o diálogo seja constrangedor… tipo, sério mesmo que ela gosta dele porque ele é organizado e ele gosta dela porque ela é desastrada? mas admito que nesse tipo de situação tensa nem sempre as pessoas sabem o que falar, então ok). Talvez por isso tudo você tenha usado aspas?

    Outra cena final muito boa em um anime que variou de medíocre a ruim foi a de Tokyo Ghoul root-A. Foi ali, e só ali, que a mensagem que o autor queria passar se tornou clara. Uma mensagem melancólica de desespero e impotência, mas ainda assim uma mensagem poderosa.

    Quase todo o arco da Bishamon em Noragami Aragoto foi uma sequência de cenas incríveis, hehe, mas considerando quem são os protagonistas, boa escolha =)

    Seraph of the End eu não sei. A segunda temporada foi melhor que a primeira sem dúvida, mas ainda acho que foi apenas ok. Acho que a conversa deles no mercado poderia ser uma boa escolha também, gostei do trabalho de câmera ali.

    Mas dessas todas, não tem como eu não preferir a patinação artística de Death Parade. É uma cena excelente tanto do ponto de vista dramático quanto técnico – aquilo é um espetáculo de animação, se houver uma categoria para sequência de animação, merece concorrer também.