Dog & Scissors (Inu to Hasami wa Tsukaiyou) é baseado no light novel de Shunsuke Sarai, conta a história de Kazuhito Harumi, um jovem obcecado por livros e fanático pelo autor misterioso Akiyama Shinobu, este, um dos três escritores mais famosos do Japão e famoso por sua série de livros ‘Pecados Capitais‘.

Confira também: Blood Lad | Review

Kazuhito, assim como muitos, considera a série Pecados Capitais, uma obra prima da literatura, porém, previsto para ter 7 volumes,  ainda foram lançados apenas 6, faltando o ‘Luxúria‘. O que ele sempre desejou é que o tal autor Akiyama Shinobu, escreva esta obra antes que ele morra! Um pedido estranho não é? Até que não, vejam só…

Uma morte inesperada

Em uma das típicas cafeterias do Japão, Kazuhito é surpreendido por um assalto. Além dele, uma moça na mesa ao lado está escrevendo um texto e parece não se importar com o tal assaltante. Essa atitude faz com que o criminoso acabe agindo pela maldade e dá um tiro no pobre garoto.

No purgatório – ou algo parecido com isso – ele “acorda” e não se conforma em ter morrido e não ter tido a oportunidade de ler o último volume da série Pecados Capitais. E não é que ele volta a vida?

Sim, ele volta a vida, mas agora como um cachorro e mais: Ele é adotado por ninguém menos que Akiyama Shinobu, que por ironia, era a garota que ele salva na cafeteria!

Aquela amizade harmoniosa, só que não! Dog & Scissors (Imagem Divulgação)

Cão e Tesoura

Em sua nova vida canina, ele vai viver no apartamento de Akiyama Shinobu, uma jovem escritora, bem sucedida e que vive “escondida” dos holofotes. Seu nome verdadeiro é Kirihime Natsuno e ao contrário do que se pensa, ela é uma garota realmente insana.

Natsuno, de personalidade forte e sempre vestindo seu sobretudo preto, é agenciada pela masoquista Suzuna Hiragi, que adora ser mal-tratada por sua chefe. Além disso, Natsuno é esportista, gosta de investigar casos criminais e até mesmo é treinada em artes-marciais, porém, é altamente descontrolada e gosta de cortar e de judiar de seu novo “amiguinho”, Kazuhito.

Um detalhe importante que não contei: Natsuno é capaz de ler os pensamentos do cão ‘Kazuhito’!

Trama absurda!

A trama da série em seus 12 episódios, vai girar no relacionamento entre o bassê Kazuhito e sua dona Natsuno. Desde investigações criminais, para se descobrir o autor do crime que matou ‘Kazu’ ou até mesmo casos de ‘inveja’ entre escritores.

A série abusa do non-sense, porém, tem ações que de tão absurdas, acabam ficando bem sem graça. Eu, como telespectador, acabei achando mais engraçado os diferentes de cortes em que Natsuno dá com sua tesoura no pelo de Kazuhito – isto acontece quando o cãozinho a desobedece, ou simplesmente quando ela quer o.o’ hehehe.

De um lado que tem a garota sadista, Natsuno, do outro vem a editora masoquista, Suzuna. Há alguns momentos da série que dá desgosto quando ela entra em cena, pelo fator ‘absurdo’ que a série tenta passar. Dog & Scissors é um anime estranho, e de estranheza no sentido ruim da palavra. Sabe Furi-Kuri? É o contrário dele, pois é um non-sense genial!

Natsuno mais a frente. Maxi (escritora popstar) e Hami Ohsawa (escritora em início de carreira) à esquerda. Madoka (irmã de Kazu) e a safada editora Suzuna, ambas à direita!

Amor além da vida… e das raças!

Dog & Scissors as vezes tenta passar uma leve sensação de harem, já que no time de garotas temos a autora que é apaixonada por Kazuhito, tem a editora safada, a meia-irmã apaixonada e a criança que procura por carinho na barriga peluda do cão.

Além disso, o anime tenta dar um ar investigativo, comédia romântica e até mesmo tons de ‘slice of life’ da vida, sem foco. Ele se perde muitas vezes depois de você pensar ‘poxa, isso poderia ser melhor aproveitado ou isso daria um ótimo plot’.

Não tenho conhecimento das obras da Light Novel de Sarai ou se foi uma infeliz adaptação com o roteiro do estúdio Gonzo, mas foi decepcionante assistir esta obra dirigida por Yukio Takahashi.

Quanto ao design dos personagens, particularmente gosto da Natsuno – apesar dos picos de insanidade – por seu traje ‘gótico’ e por estar sempre munida de sua tesoura estilizada.

Na questão da profundidade, apesar de estarmos habituados com os pensamentos do cão e da vida mais íntima de Natsuno, as outras personagens passam um vazio em sua história de vida. Talvez seja um elemento a se tratar numa próxima temporada – se houver.

Técnica

O ponto mais forte de Dog & Scissors é o quesito animação. Gonzo, conhecido desde Chrono Crusade (2003) a Afro Samurai e Rosario + Vampire, não pecou e utilizou muito bem da estilização nas partes mais cômicas – e absurdas – do anime.

Além disso, a produção sonora é bacana e as músicas de abertura e encerramento fazem muito bem seu papel – principalmente a de encerramento.

Algumas vozes na série são bem conhecidas como a de Kazuhito, que é Sasori de Naruto (Sakurai Takahiro) e de Natsuno (Yozora de Boku Wa Tomodachi Ga Sakunai e Armin de Attack on Titan), e assim como o trabalho de outros seiyuus na série, são muito fiéis e competentes ao que os personagens agem.

Dog & Scissors (Imagem Divulgação)

Assistir ou não Assistir?

De todo, ele não é tão ruim – afinal ele recebeu AGUADO não é? – e a animação nos brinda com alguns costumes japoneses e questões que somente eles conhecem, como algumas leis e legislações de escritores.

Um fator interessante que o anime nos mostra é o compromisso que o povo oriental tem com o trabalho. Natsuno está sempre em sua escrivaninha escrevendo!

Já outro e já citado acima é o quesito animação. Se puder ver na qualidade 1080p/blu-ray, será muito bem vindo.

E agora, do porquê não assistir?

Se você começou e viu os dois primeiros episódios e não se empolgou, bem provável que você não gostará da série.

Se você continuou e viu os cinco primeiros e não gostou; É quase certeza de que não gostará da série, porém já está no meio dela não é? Foi exatamente isto que ocorreu comigo. Fui assistindo, assistindo pra ver se engrenava, mas no fim, ela termina do mesmo jeito que começou.

A série tem bom ritmo, recheado de momentos rápidos e com muita ação – o que não corresponde a batalhas, apesar de ter também. O problema do anime é a trama em si e o non-sense abusivo, absurdo e bem peculiar da série. Se você gosta deste tipo de série, vá em frente! 😀

E o sétimo livro de Pecados Capitais: Luxúria?

Ainda não temos notícias de uma continuação ou segunda temporada – ou filme – até o momento, mas confesso que fiquei no mínimo curioso pra ver como esta trama termina, pois alguns pontos a tratar como:

  1. O cão morreu e ficou por isso mesmo? Será para sempre nessa forma?
  2. Passado e familiares de Natsuno. Precisamos de mais detalhes!
  3. Natsuno e Maxi são duas das três grandes escritoras. Precisamos saber mais sobre a terceira!

E agora a parte do SPOILER, quanto a analogia ao livro 7:

  1. A preferência por peitos grandes;
  2. O amor entre Natsuno e Kazuhito. Há momentos de uma pseudo zoofilia, principalmente quando Natsuno pega o cãozinho bêbada e o joga na cama o.o’
  3. Natsuno é a Sadista e Suzuna é a Masoquista;
  4. Incesto, já que sua irmã – ou meia irmã – ama Kazuhito;
  5. Alusão a pedofilia com a mais jovem da livraria Honda;

Importante dizer que estes detalhes estão bem “escondidos” e livres para múltiplas interpretações.